31 de jan de 2011

ÚLTIMOS INFORMES

COMPORTAS SERÃO ABERTAS

Foto: Eco Imprensa Natal.
A Prefeitura Municipal de Extremoz/RN, a Defesa Civil daquele município e o DNOCS vistoriaram na última sexta-feira (28/01) as comportas de maré do Rio Ceará Mirim, localizada na BR-101/Norte, comunidade de Estivas, município de Extremoz. Após a análise da situação do leito do rio, naquela comunidade, a comissão (foto acima) decidiu abrir parte das comportas de maré na próxima quarta-feira (02/02) e no sábado (05/02). Com isso, a abertura das comportas da Barragem de Poço Branco também será realizada antes do previsto. A justificava é evitar inundações e perdas na produção de gêneros alimentícios plantados às margens do vale do Rio Ceará Mirim, como ocorrido em 2009. Como a probabilidade de chuvas intensas é considerada alta para o período, o procedimento poderá ser realizado todas as vezes que situações limites possam colocar em risco os ribeirinhos, suas produções e até a estrutura física da barragem. Não existem motivos para retaliações locais a esta decisão do DNOCS, como já ocorreu no passado.

ENTREVISTAS

O Blog de Poço Branco publicará série de três entrevistas, intitulada de conversa entre conterrâneos, com os poçobranquenses Paulo Lailson (40), Miguel Januário (88) e José Rodrigues (70). Entre os temas das conversas estão a infância, a adolescência, os modos de vida, a família, as saudades, as realizações pessoais e as perspectivas dos entrevistados. Eles ainda descreverão suas visões pessoais sobre alguns temas do cotidiano do município, tais como segurança pública, saúde, educação, emprego, lazer, política, etc. Aguardem...

P.S: A série deveria contar ainda com a colaboração de um quarto entrevistado: o ex-prefeito de Poço Branco, Roberto Lucas. A entrevista com Roberto foi agendada, mas, por motivos superiores, não foi possível a sua realização neste final de semana.

CARO(A) LEITOR(A)

Acesse as guias do Blog. São elas:

“O MUNICÍPIO” sintetiza um pouco da vida da cidade e seus distritos;
“FILHOS” mostra um resumo da história de alguns ilustres cidadãos poçobranquenses;
“PÉROLAS” descreve anedotas hilárias de personagens da vida local;
“ELEIÇÕES” resume a cronologia das eleições municipais em Poço Branco;
“CRÉDITOS” relaciona as pessoas que fazem o Blog de Poço Branco.

30 de jan de 2011

ESPAÇO DO LEGISLATIVO

“SACO DE PANCADA DA DEMOCRACIA”

Em uma das primeiras sessões na Câmara Municipal de Poço Branco, início do nosso mandato, o vereador e meu amigo pessoal, Alexandre do Pastor, disse a seguinte frase: “o vereador é o saco de pancada da democracia”. Com o tempo, percebi o quanto a brilhante expressão usada pelo nobre parlamentar se constitui numa grande verdade do mundo da política. Agora, li, no mural desse blog, com muita tristeza, comentários infelizes de pessoas que, ou não vão às sessões da Câmara de Poço Branco ou estão querendo antecipar o processo eleitoral, na medida em que tentam desqualificar as ações desenvolvidas pela Câmara, “sem poupar a cabeça de ninguém”.

Se a prefeitura, seja por questões de prioridades em relação a outras obras, seja em face da insuficiência de receitas ou um outro motivo qualquer (que só o prefeito sabe explicar), não reforma o Matador, se joga a culpa nos vereadores; se os banheiros públicos da feira não são reformados, a culpa também é dos vereadores; se as ruas estão esburacadas, em razão das chuvas, ou na escuridão, lá vai mais um ônus para a conta dos vereadores.

Alguns cidadãos, infelizmente mal informados ou, mesmo conhecendo as ações dos vereadores, preferem, propositadamente, “detonar” alguns parlamentares junto a opinião pública, não porque desejam o desenvolvimento da cidade, mas sim por politicagem mesquinha e barata – às vezes almejando até a vaga daquele vereador a todo custo, usando, não raramente, de artifícios sujos, mentirosos, caluniosos e difamatórios. É o famoso “puxada de tapete” para conseguir o poder de todo jeito.

Nada contra que determinadas pessoas almejem a cadeira de vereador para um parente ou candidato preferido seu, pois, afinal, vivemos no Estado Democrático de Direito e todos têm o direito de votar e ser votado, eleger e ser eleito. A questão é que ninguém cresce de forma sustentável na política e nem na vida, jogando sujo e “puxando” o tapete de outras pessoas, violando valores princípios, como a verdade, a retidão, a ética, a coerência, respeito ao próximo e humildade - valores, infelizmente, em extinção, especialmente na política.

Os “desinformados” ou “maliciosos” dizem nas ruas que a Câmara é silenciosa, que não cobra nada ao prefeito, que não faz requerimentos, que os vereadores não lutam pelos funcionários, que isso, que aquilo. Enfim, o foco é sempre “bater” na câmara e, na maioria das vezes, notadamente em determinado parlamentar - como se ele tivesse poder e controlasse as finanças do município. Fazer justiça é preciso. Vamos aos fatos e suas análises:

Ora, meus amigos conterrâneos, com todo respeito às legislaturas do passado, mas essa Câmara é, sem dúvida, a mais produtiva e atuante dos últimos tempos. Basta, para fins de constatação, que esses “mal informados” ou “maliciosos” vão aquela casa e verifiquem, com seus próprios olhos no livro de atas, o imenso número de requerimentos enviados à Prefeitura Municipal. A prefeitura atende a alguns requerimentos, outros não dá resposta (e isso já foi objeto de cobrança na Câmara de nossa parte) e outros não executa, alegando insuficiência de recursos para executar tal solicitação. Mas cobrança, isso não tem faltado por parte da maioria dos parlamentares daquela casa.

É, também, a Câmara mais inovadora e criativa que já vi, se não vejamos: ações como a câmara itinerante, audiência pública, moções de reconhecimento, tele-centro que capacita jovens no curso de informática, preparando-o para o mercado de trabalho, etc. São apenas algumas das ações promovidas pela atual Câmara. Ah, outra coisa: quando é preciso – para os que dizem que somos subservientes - aquela casa tem a coragem, sim, de divergir do atual gestor municipal. Quem não lembra da polêmica questão das cigarreiras, episódio no qual o projeto de lei que regulamentava a manutenção das cigarreiras nos locais, onde atualmente estão situados?

Este projeto foi vetado pelo Prefeito e tivemos a coragem de derrubar o veto e colocar em vigor tal projeto de lei de forma imediata. Quem não lembra da discussão sobre qual seria o melhor dia para a feira (se sábado ou domingo)? Naquela oportunidade discordamos de várias pessoas, envolvemos a sociedade, comerciantes, aprofundamos o assunto e fizemos, democraticamente, um riquíssimo debate, onde o bom senso prevaleceu e a feira continuou a ser realizada no domingo. Quantas vezes cobramos naquela casa (as atas estão lá para quem quiser consultá-las), inclusive ao próprio prefeito (em sua mensagem de ano), os problemas sociais do Conjunto Portelinha, as ruas escuras e esburacadas do Conjunto Novos Tempo?

Quantas vezes vários colegas cobraram o problema do Matadouro e da falta de Saneamento da Av. Santa Luzia? Verdade seja dita, quando o prefeito atual acerta, reconhecemos e, inclusive, o parabenizamos - e tal atitude incomoda aqueles que respiram política “24 h“, pois entendem que vereador da oposição é só para “bater” e criticar. Não foi e nunca será essa nossa postura, pois muito maior que a politicagem irresponsável, que prega a “teoria do caos”, é o crescimento e o desenvolvimento de nossa cidade. Mandato responsável é o nosso lema.

Fizemos muito, mas sabemos que podemos fazer muito mais. Porém, dizer que os vereadores não estão cobrando do Prefeito a resolução dos problemas sociais e econômicos de Poço Branco e que não debatem tais problemas ou não apresentam requerimentos necessários para resolvê-los é, no mínimo, leviandade ou desconhecimento das ações da Câmara atual. É por isso que este ano, vamos cobrar mais fortemente a todos os colegas vereadores e ao próprio Presidente da Câmara para divulgar mais as ações daquela casa. Vamos fazer mais Câmaras Itinerantes, criar mais canais de comunicação com povo a fim proporcionar uma maior interação entre o povo e a Câmara.

Mais uma vez, reitero o convite a todos os nossos amigos Poçobranquenses, especialmente aos “desinformados”, para usarem a tribuna livre, freqüentarem as reuniões da Câmara, fazendo, assim, suas próprias conclusões, quais sejam: Quais as ações desenvolvidas por determinados vereadores? Quem tem coragem de cobrar? Conteúdo dos requerimentos? Quem tem, verdadeiramente, comprometimento com o desenvolvimento econômico e social do município - e não apenas com “próprio bolso”?

Em algumas sessões na Câmara, ano passado, bateu-me uma tristeza e vontade de desistir da política quando, após uma noite intensa de bons trabalho naquela casa (bons requerimentos, cobranças pertinentes, ricos debates e consciência que estávamos cumprindo nosso papel como parlamentar), percebi que apenas “duas ou três testemunhas” assistiram àquela sessão e, o que é pior: não foram ali para conhecer os projetos aprovados ou requerimentos que podem influenciar diretamente no seu cotidiano (alguns deles nem se importam e nem envidam esforços para sugerir ou opinar sobre o que está sendo decidido naquele momento).

Infelizmente, alguns deles, estavam ali apenas para, após o final da sessão, pedir a algum vereador um saco de cimento, um feira, óculos, etc. Infelizmente mudar a cultura de boa parte do nosso povo e fazê-lo despertar para o pleno exercício dos seus direitos não é fácil e isso não ocorre do dia para noite. Enfim, amigos, próxima terça-feira começam as sessões e espero que esse cenário possa mudar. Vão lá, usem e abusem o seu direito de cidadão. Critiquem, opinem, sugiram. Só lhes garanto uma coisa (no tocante a conduta do nosso mandato): quando acertarem (prefeitura, entidades jurídicas e a própria Câmara) temos a ombridade de reconhecer em público.

Quando algo estiver errado e precisar melhorar, cobraremos sem destemor, bem como coloco nosso mandato à disposição para ajudar no que for necessário. No entanto, não esperem, de minha parte, agressões a honra e moral de ninguém, pois respeitar as pessoas é sempre preciso - possivelmente, em legislaturas passadas, as sessões lotavam, em sua maioria, porque tinham muita briga, agressão moral (e até física). Não raramente, era notório alguns parlamentares defenderem sua sigla partidária, desejando o poder pelo poder a todo custo, porém sem demonstrar o comprometimento e responsabilidade devida por uma causa mais relevante: desenvolver nossa querida cidade.

O tempo é o melhor remédio para nos mostrar aqueles políticos que querem o poder pelo poder, a fim de, sem nenhum comprometimento com a evolução da cidade, apenas enriquecer à custa do erário público. É esse mesmo tempo, que ilumina a cabeça do nosso povo a fim de que eles façam um julgamento justo e sábio nas urnas no dia das eleições. O nosso povo é inteligente e seletivo, de sorte que quem demonstrar as virtudes acima mencionadas, deverá ser reconduzido ao mandato; quem não as possuírem, o próprio povo fará justiça com as próprias mãos e dará a oportunidade a outro. Afinal, o povo é soberano e a liberdade democrática se exercita assim. Portanto, não adianta tentar antecipar pleito e nem denegrir a imagem de ninguém de maneira leviana, pois o tempo e o povo decidirão, sabiamente, na época certa, quem deverá continuar no cargo. Aos poucos, o povo, sabiamente, vai separar o “joio do trigo”. Um abraço à todos.

Vereador Edinho.

29 de jan de 2011

ESPORTE LOCAL

CAMPEONATO DE FUTSAL “TAIPU X POÇO BRANCO”


As equipes do América (foto acima) e do Flamengo (foto abaixo), categoria Sub-15, estão classificadas para as semifinais do primeiro certame organizado pelas coordenações de esportes das duas cidades. Hoje (29/01), serão conhecidas as duas outras equipes finalistas da competição após o confronto que envolverá duas equipes de Taipu. As finais do campeonato estão marcadas para o dia 3 de fevereiro e a grande final será realizada na abertura do IV Campeonato de Blocos Carnavalescos de Futsal de Poço Branco.


BOLSAS DE ESTUDO

A interação entre as coordenações de esportes dos municípios de Taipu e Poço Branco tem como objetivo maior revelar talentos para escolas particulares da capital do estado, aliando a prática desportiva aos estudos. Neste sentido, o Colégio Objetivo de Natal ofereceu 01 (uma) bolsa integral ao jovem poçobranquense, Matheus Irineu (12), jovem talento do futsal poçobranquense. Matheus já teve esta mesma oportunidade no ano passado, mas não oficializou o acerto por não ter residência fixa na capital potiguar.

Apesar das dificuldades em atingir seus objetivos, o projeto de inserção de jovens talentos conseguiu, pelo segundo ano consecutivo, a colaboração do professor Gean, do Colégio Vovó Mulata (João Câmara), que destinou 03 (três) bolsas de estudo para os jovens talentos de Poço Branco.

IV CAMPEONATO DE BLOCOS

Pela quarta vez consecutiva, o Campeonato Municipal de Blocos Carnavalescos abrirá os festejos do carnaval poçobranquense. Para 2011, estão sendo esperadas as inscrições de, pelo menos, catorze participantes na competição que também abre o ano desportivo no município. A iniciativa do vereador Maurício Dantas ‘virou tradição’ e, apesar de alegar não ter recebido o apoio esperado em anos anteriores, o vereador promete novidades para esta quarta edição. Maurício anunciou para a próxima terça-feira (01/02), no Ginásio Caxiadão, às 19h, a primeira reunião para a realização do campeonato que contará com a organização do desportista Junior Caju e outros colaboradores ainda não confirmados.

Estão praticamente acertadas as participações da Cia do Álcool, Barbyrons, Vila na Folia, Os Federais, Em Cima da Hora (atual campeão), Ferinhas, Num Fresqui Naum, Cachaça & Cia, Os Pimba de Aço, Piriguetus, Refresco, Só Nós, Só Gela e Contador na Folia. Ainda estão sendo esperadas mais duas confirmações. Uma delas poderá ser a primeira participação do Bloco Lobisomem, organizado por Pretinha de Chico Henrique.

27 de jan de 2011

GERAIS

CHARGE DA SEMANA


Não tem jeito. Não muda nada. É o mesmo Walfredo Gurgel (ou Clóvis Sarinho) de sempre. O maior hospital potiguar, o que mais salva vidas no estado, que tem as melhores equipes de profissionais e, acreditem, alguns dos melhores equipamentos hospitalares do RN não consegue desafogar - nem que seja por alguns dias. Não há como medir a eficácia daquele hospital sem ter sido uma de suas vítimas ou ter presenciado um de nossos parentes esperando atendimento em macas, em filas, em corredores, passando por triagens que mais parecem loterias...

Na última década surgiram centenas de fórmulas mágicas, de teorias de gestão administrativas, de demagogias de políticos oportunistas e de tentativas em vão que prometiam mudar o Walfredo para melhor. Contudo, nada conseguiu dar a imagem que o HWG ou o PSCS tanto merecem pelas tantas vidas salvas. Pelo menos, ainda não. Eles são outra prova da ineficiência da administração pública no RN; a mesma que tem pleno conhecimento que as enchentes são catástrofes anunciadas e muito prováveis, mas nada fazem de concreto para evitá-las. A não ser após as tragédias. Por quê?

ANIVERSÁRIO DO INSS

Foto: Blog de Assis Silva
A Gerência Regional do INSS (Mato Grande) promoveu um evento na Câmara Municipal de João Câmara, na última segunda-feira (24/01), para expor o trabalho desenvolvido pela agência e fazer um histórico da Previdência Social no Brasil nos seus 88 anos de existência. O Gerente Regional do INSS, o Sr. Luiz Antônio, levou a pequena platéia informações de rico valor no tocante a legislação previdenciária, seus avanços e polêmicas. Apesar de muito divulgado e da importância do tema, o evento teve uma participação considerada pequena. O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Poço Branco, o Sr. João Barreto (à direita na foto), foi o único poçobranquense a participar das comemorações regionais do INSS.

24 de jan de 2011

ANIVERSÁRIO

"DORINHA MENEZES ANIVERSARIA E O POVO FAZ A FESTA"

Confira no slide abaixo:
Para ver os slides em formato 'tela cheia' clique aqui.

Fotos: Junior Caju e Marta Silva.

22 de jan de 2011

NOTÍCIAS GERAIS

TEMPO DE MUDANÇA

Em algumas linhas, o Juiz da Comarca de Poço Branco, Dr. Felipe Barros (foto abaixo), anuncia que deixará de exercer suas funções no município de Poço Branco. Leia o texto reproduzido do Blog Informativo do Judiciário de Poço Branco.

Aproxima-se o dia em que, infelizmente para mim (espero que felizmente para poucos), terei de deixar a Comarca de Poço Branco. Na data de hoje o Tribunal de Justiça publicou o aviso de promoção de juízes de 1ª entrância (o caso de Poço Branco) para 2ª entrância. Como eu já havia, para permanecer um pouco mais por aqui, rejeitado antes uma promoção (para Santa Cruz ou Angicos), desta vez praticamente serei obrigado a ir, sob pena de ficar em último lugar na carreira. Minhas opções preferenciais são Canguaretama, Vara Criminal de Macaíba, e Varas Criminal ou Cível de São Gonçalo do Amarante. Tudo que é bom dura pouco, não é mesmo? E aqui estou me referindo à Comarca de Poço Branco, sua comunidade, seu povo e o carinho que sempre recebi e recebo da população, profissionais e demais conterrâneos (sim, sou cidadão poçobranquense!). Mas assim é a vida de um juiz. Muito trabalho, muitas missões a serem cumpridas e uma eterna peregrinação de uma cidade para outra. Às vezes me sinto até um sacerdote. E acho que sou mesmo: da justiça. Mas vou deixar a despedida para depois, ainda não é o momento.

ENQUETE DO BLOG

Em sua primeira enquete do ano, o Blog de Poço Branco pergunta a seus leitores sobre o local do Carnaval 2011. Participe!

POLUIÇÃO SONORA: E POR AQUI?

Deu no Blog Bento Fernandes em Ação:

O destacamento da Polícia Militar e Polícia Civil de Bento Fernandes vem realizando, nos últimos dias, um trabalho de orientação aos usuários de som automotivo. Ao contrário do que acontecia antes, quando os proprietários de veículos equipados com som de alta potência poderiam utilizá-los sem limite de potência até às 22:00 horas, hoje já não se é permitido devido as novas regras, que independente de horário limita a utilização desses equipamentos à uma certa quantidade de decibéis. Em muitas cidades as autoridades fazem vistas grossas levando em conta o bom senso e particularidades de cada município. Já em Bento Fernandes a polícia local preferiu adotar medidas mais rígidas no controle de utilização desses equipamentos, solicitando que o proprietário baixe o volume, e em caso de desobediência chegando até à apreender o equipamento.

Este tipo de infração é muito comum em qualquer cidade, em especial em datas festivas (como o carnaval, festas tradicionais, etc.) e até em dias comuns. Em Poço Branco, algumas vezes, foi preciso a intervenção policial para solucionar situações desse tipo; em Taipu, uma situação dessas culminou com a morte de um cidadão. Situações deste nível deixam, geralmente, partes discordantes: denunciante, denunciado e a Polícia. É verdade que sempre houve uma grande dose de desrespeito ao sossêgo, ao silêncio e ao direito de dormir dos habitantes próximos a festas com altas frequências sonoras. Igualmente é verídico que o despreparo emocional de alguns agentes da lei, aliado a própria falta de aparelhamento das corporações, aumentaram as dificuldades para a solução desses conflitos - apesar da maioria destes encontrarem soluções a contento.

Quando as partes envolvidas não chegam a um acordo, estas situações se transformam em mágoas, desentendimentos e até troca de ofensas. Para quem mora próximo de clubes e grandes eventos festivos esta situação é mais do que comum. É cotidiana. São nestes locais onde, muitas vezes, concentram-se os conhecidos 'paredões de som' que levam alegria aos jovens e indignação aos moradores... Neste caso, é preciso moderação e bom senso de todas as partes envolvidas - algo quase impossível nos dias atuais. Então, tomara que, dia desses, a PM local não apenas estabeleça regras, mas, sobretudo, fiscalize os locais com maior incidência de poluição sonora. Todos são bem conhecidos.

20 de jan de 2011

NOTÍCIAS GERAIS

RÁDIO EM POÇO BRANCO

O mais novo veículo de comunicação de Poço Branco está no ar. Trata-se da Rádio Melancia FM (98,3 MHz), localizada na comunidade da Acauã e que teve sua programação iniciada no último dia 09/01. A rádio já possui a sua grade de programação e opera numa faixa de alcance de 20 quilômetros. A equipe da rádio aguarda a instalação de uma linha telefônica para dar mais agilidade, interatividade e oferecer aos seus ouvintes, por exemplo, a oportunidade de entrada ‘ao vivo’ nos programas.


Programação diária da FM Melancia:

6h às 9h – “Manhã 98” com Ailton Catarino;
9 às 12h – “Frequência Jovem” com Leandro Barbosa;
14 às 17h – “Tarde Show” com José Raimundo;
17 às 18h – “O Velhinho da Roça” com Francisco Catarino;
18 às 19h – “Brega Chique” com Alidiane Catarino;
20 ás 22h – “Love Night” com Aline Catarino.

Comunicador Leandro Barbosa (no ar)
GRANJA SÃO SEBASTIÃO



A Granja São Sebastião (foto) está concluindo a ampliação de suas instalações para atender a seus clientes com mais conforto e tranquilidade. As obras incluem a construção de uma cobertura, uma cozinha nova, churrasqueira e fogão industrial. Os proprietários, Antônio e Ivonete Silva, estão felizes por poder aumentar a gama de serviços para sua clientela, mas ainda pretendem construir uma piscina infantil, uma pousada, assim como oferecer, em breve, um delicioso café da manhã. Os telefones da Granja São Sebastião para reservas e informações são 3265-2479 e 8861-9020.

CORREÇÃO

Noticiamos ontem (19/01) o evento realizado no último domingo (16/01), na praia de Barra do Rio, em que o ex-prefeito João Maria de Góis e seu filho, Waldemar de Góis, receberam convidados. Não fomos convidados a participar da festa, mas recebemos um telefonema de um dos presentes solicitando a divulgação do evento e que ainda sugeriu a postagem do Blog de Assis (clique para ler) como referência. Assim foi feito. Contudo, hoje (20/01) recebemos email do ex-vereador Neo Alves (foto) solicitando reparação quanto ao seu apoio ao grupo político em questão. Em seu pedido, Neo Alves informou que esteve no evento como ‘convidado’, apenas para divulgar o evento em seu blog e que não foi oficializar nenhuma adesão ao projeto “Waldemar de Góis 2012”. O seu apoio ainda é apenas ‘uma possibilidade’. A correção está feita e este espaço se dispõe a fazê-la tantas quantas vezes forem necessárias, em atendimento a qualquer um dos citados – caso ainda se sintam desobrigados a fazer algum anúncio público de suas posições. Em outros tempos, participar de um evento deste porte era prestigiar um candidato ao ponto de apoiá-lo desde já. Hoje, porém, parece que não é mais. A política é assim mesmo: “há quem embarque e entre no mar mesmo sem saber suas condições; mas há quem prefira ouvir a previsão do tempo e ainda os que sempre esperam um pouco mais para entrar. Cada um navega com o barco que tem”. É normal.


DOAÇÃO DE SANGUE

Doadores poçobranquensesa a espera para doar sangue
Neste último dia 18/01, a equipe do Hemonorte-RN esteve em Poço Branco, entre 8h e 17h, para mais uma campanha de Doação de Sangue. O Hemonorte disponibilizou uma equipe para localizar antigos e novos doadores no intuito de ter, em seu banco de sangue, um quantitativo sanguíneo que servirá para salvar vidas e evidenciar um gesto tão nobre. Com a parceria firmada com a Secretaria Municipal de Saúde de Poço Branco, o Hemonorte pretende voltar ao município em datas futuras para recrutar pessoas sensibilizadas com a dor do próximo e que pretendem ajudar os mais necessitados.

Claudionor Cirilo

19 de jan de 2011

FIM DE SEMANA

O BOM OU O MAU POLÍTICO?

Caros conterrâneos. Completamos dois anos de governo administrando um município com uma receita insuficiente para atender todas as necessidades. Estamos passando, juntos com muitos gestores de todo o país, por quedas sucessivas nos valores dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e isso tem gerado uma “crise” interna considerável. É difícil acreditar, mas é a mais pura realidade por que passam muitos municípios pequenos como o nosso. Apesar da queda nas receitas, temos tomado medidas administrativas que estão viabilizando a funcionalidade administrativa do município. Isto, segundo comentários de especialistas políticos de nossa cidade, tem nos causado perdas no aspecto político – assim como elogios, no aspecto administrativo.

Somos cientes que nossa cidade era considerada “maldita” (administrativamente falando) dentro e fora do Rio Grande do Norte. Com muito esforço conseguimos resgatar o respeito e a credibilidade de Poço Branco nas esferas estadual e federal, graças a um projeto administrativo que visa o bem estar e o futuro de nossa cidade e sua população. O nosso governo vem sendo conduzido para servir a todos e não apenas para manter privilégios de alguns poucos.

Anteriormente mencionamos a palavra “crise”. Não fosse o comprometimento de quase 14% do FPM mensal com contas deixadas por gestões passadas, a palavra “crise” nem existiria em nossa cidade. Mesmo assim, mantivemos o calendário de pagamento dos funcionários em dia, pagamos o piso salarial aos professores, cumprimos nossas obrigações com fornecedores e, mesmo passando por inúmeras dificuldades, conseguimos realizar algumas ações usando recursos próprios. Relacionamos aqui algumas para o conhecimento da população de Poço Branco:

Recuperação de estradas vicinais; construção e recuperação de salas-de-aula; recuperação de instalações físicas e equipamentos das escolas municipais; implantação de salas de inclusão digital nas escolas municipais; ampliação do Cemitério Público; construção do Centro de Armazenamento e Distribuição da merenda escolar; reforma da Biblioteca Municipal, de um laboratório de Analises Clinicas, dos Postos de Saúde do Contador e da sede do município; aquisição de veículos próprios (01 Ambulância, 02 Kombi, 01 Gol); recuperação de dois tratores e outras ações de menor porte.

Atendemos, nestes dois anos, os agricultores poçobranquenses com o corte de terra gratuito; fizemos a pavimentação (com drenagem superficial) em ruas da sede e no distrito de Lagoa do Serrote; recuperamos as estruturas dos ginásios de esporte de Poço Branco e do distrito do Contador; levamos água potável ao distrito de Lagoa de Juazeiro; reativamos a limpeza urbana (mantendo rigorosamente o calendário de coleta na cidade e nos distritos) e realizamos e apoiamos as festas tradicionais (como o Carnaval, São João e a Emancipação Política) priorizando atrações de renome e de forma gratuita para a população.

Levamos cursos de terapia ocupacional (como artesanato, pintura, corte e costura); reformamos e equipamos o CRAS e o Centro de Múltiplo Uso; implantamos a Academia da Terceira Idade; reformamos e equipamos o prédio do Centro de Convivência dos Idosos (CCI); estamos concluindo a reforma de um Hospital Municipal (com quase 1.000 m² de área construída); compramos parte dos equipamentos para funcionamento do Hospital; compramos 01 (um) ônibus para melhorar o transporte escolar (com recursos da união) e iniciamos a construção de um Estádio Municipal de Futebol.

Em breve, vamos licitar a construção de um Mirante na Barragem e a drenagem da Avenida Santa Luzia. Todas estas ações foram realizadas com “Planejamento e Responsabilidade”, sem colocar em risco as finanças municipais e sempre baseadas no tema de nossa campanha eleitoral: “Trabalho e Seriedade”. Titulamos esta mensagem de “O BOM OU O MAU POLITICO?” com o objetivo de finalizá-la com questionamentos que deverão servir de reflexão para todos que amam Poço Branco:

“Que tipo político coloca os acordos financeiros e as benesses pessoais à frente de qualquer coisa e os usa como moeda de troca principal em acordos políticos? O bom ou o mau político? Ter a coragem de mudar a concepção política e administrativa da nossa terra, com o objetivo maior de trazer o bem estar para as pessoas e suas famílias, é mais ou menos importante do que os interesses pessoais?”.

Quando chegar a hora, os cidadãos poçobranquenses terão a oportunidade de julgar o que será melhor para sua cidade, para seus filhos, seus parentes e amigos. E todos saberão decidir se querem ‘um bom ou um mau político’ ou ‘um bom ou um mau administrador’ como prefeito municipal. Por fim, agradecemos a atenção dos leitores deste espaço e deixamos a toda população de Poço Branco um forte abraço.

Mauricio Menezes
Prefeito de Poço Branco/RN

O ÚLTIMO SEMPRE ALERTA DO PADRE PENHA

Um clima de emoção e homenagens ao Monsenhor João Penha Filho, marcou o seu velório e missa de corpo presente na paróquia de São Pedro, no bairro do Alecrim, em Natal, na última segunda-feira (17/01). Um dos maiores incentivadores do movimento escoteiro no RN, Padre Penha recebeu homenagens de diversas autoridades civis, militares e eclesiásticas, além da despedida de um numeroso grupo de escotistas. O corpo do eterno escoteiro potiguar foi sepultado no Cemitério do Alecrim, no final da manhã da segunda-feira passada. Deixamos aqui o nosso último Sempre Alerta ao Padre Penha.

UM DOMINGO POLÍTICO


O último domingo (16/01) reuniu eleitores e diversas lideranças políticas de Poço Branco na praia de Barra do Rio, litoral norte do estado. O encontro contou com a presença de partidários de um dos possíveis candidatos a prefeito de Poço Branco, em 2012: o jovem Waldemar de Góis. Para a maioria dos simpatizantes que foram ao litoral do estado, o dia foi apenas de festa. Mas para a maioria dos políticos presentes o momento serviu para alinhar as conversas locais, para saudar a presença do Ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho, e, quem sabe, até para buscar espaços no atual governo do estado. Por que não?

Depois de ratificadas as adesões de dois ex-prefeitos (Fernando Cândido e Joãozinho Cruz - foto acima), de vereadores e ex-vereadores (Luiz Félix, Alexandre do Pastor, Aurino do Serrote e Neo Alves), a cena política local foi surpreendida com a possível adesão da atual vice-prefeita de Poço Branco, Nilse Cavalcante, ao projeto “Waldemar de Góis 2012”. Com os novos apoios, não há dúvidas de que o jovem político inicia sua terceira tentativa consecutiva como favorito na disputa pela Prefeitura Municipal. Em todo caso, é preciso observar que a situação atual é bem semelhante ao período pré-eleitoral de 2004 e 2008, onde o então gestor municipal, Roberto Lucas, enfrentava índices de rejeição consideráveis e, mesmo assim, conseguiu vencer os dois pleitos. O favoritismo de Waldemar é claro; mas a certeza da vitória, não. Coisas de eleições municipais...

Começando pra valer apenas em 2012, o cenário do próximo pleito já começa a se desenhar, a ganhar forma, mas poderá não ter a anatomia final esperada porque pode esbarrar na ‘guerra de egos e insatisfações pessoais’. Por abrigar, ao mesmo tempo, tantas celebridades da política local o ‘Grupo dos Góis’ deverá se deparar com o dilema de escolher apenas um candidato a vice-prefeito - tendo, pelo menos, quatro interessados nesta vaga. Quem sobrar, poderá se sentir desprestigiado e poderá até seguir outros rumos – como apenas tentar a eleição de algum afilhado para a Câmara de Vereadores ou permanecer em ‘stand-by’. Ainda há de se considerar ‘o vai-e-vem e a ciumeira de eleitores’ que, pelos mais diversos motivos, nunca engolem algumas novas adesões. Coisas da politicagem...

Esta não é uma regra geral nem definitiva, mas a atual situação deixa o ‘Grupo dos Góis’ como amplo favorito. Primeiro porque já possui um poder de fogo considerável e deu início aos contatos políticos há bastante tempo. Depois porque o grupo não enfrenta nenhuma concorrência interna, ou seja, o nome de Waldemar de Góis é unânime e ainda não encontrou, por exemplo, nenhum político local que o convidasse para ser candidato a vice-prefeito. Apesar do clima festivo e eufórico, alguns observadores da cena política local acreditam que ainda é cedo para fazer previsões concretas e definitivas – especialmente porque o grupo da situação se mantém praticamente estático, do ponto de vista político eleitoral. Coisas da política...

Fonte/Foto: Blog de Assis.

14 de jan de 2011

OPINIÃO É ASSIM...


POLÍTICA LOCAL

O ano começou e a tentativa de “antecipar” as próximas eleições continua sendo a estratégia mais comum entre alguns políticos e lideranças locais, especialmente entre os que se dizem oposicionistas. Não é uma questão de querer desrespeitar a lei eleitoral. É uma tentativa de manter viva a esperança de chegar ao poder, seja cativando bases eleitorais, criando factóides, denunciando e criticando supostos deslizes da administração municipal e, é claro, fechando os olhos e ouvidos para o que se faz de benéfico.

Esta estratégia é antiga e sempre terá seus apreciadores porque é um caminho fácil, prático e menos oneroso (inclusive financeiramente) para se manter vivo dentro de um cenário político. O chamado ‘discurso da discórdia‘ (o da oposição) é tão antigo quanto as Pirâmides do Egito e, muitas vezes, provou que pode gerar um efeito político eleitoral devastador. Para este mal há quem acredite num remédio infalível: o combate na mesma intensidade e moeda. Mas será que existe alguma garantia da eficácia deste remédio?

O ano começou mostrando algumas lideranças locais instaladas, provisoriamente, no litoral do estado. Estão povoando as praias e ‘curtindo’ o sol e o mar do RN. Comenta-se que, literalmente, transferiram o QG político de Poço Branco para casas (próprias, cedidas ou alugadas) nestes locais e, de lá, enviam ordens, barganham cargos, fazem determinações e pedidos, além de receberem amigos, familiares, partidários, correligionários, simpatizantes, etc. O ‘veraneio’ também não deixa de ser, entre muitas coisas, uma forma de se distanciar do stress diário, do ‘pede-pede’, dos rumores e dos falatórios mais do que comuns a quem convive no meio político.

Um meio em que é fácil constatar o quanto ‘as mágoas e os descontentamentos’ sempre têm lugar de destaque. São sentimentos que, aliados a outros, sempre foram e serão determinantes nas composições - antes e depois de qualquer eleição. Entretanto, também é fato que nenhum destes sentimentos jamais desbancará os acordos financeiros, as acomodações e as benesses como moeda de troca principal nos acordos políticos. Esta tríade é, disparada, a forma mais convidativa para a maioria das lideranças políticas. E o pior: ela parece cada vez mais interessante aos olhos de que mais deveria desaprová-la: o eleitor comum. Desta forma, parece prematuro ‘cantar vitória antes do tempo’.

Em Poço Branco, por enquanto, apenas os primeiros artifícios políticos estão em uso: “só existe um time em campo”. À exceção dos medalhões políticos (uns cinco ou seis), a maioria das lideranças ainda se encontra inerte. Ninguém, exceto os declarados ou mais afoitos, arrisca-se a fazer alguma ‘premonição’ do que poderá acontecer até a chegada de 2012. Talvez porque ainda não tenham sido cortejados por postulantes ao cargo de prefeito; talvez porque lembrem de que nada é tão lógico e definitivo em política; talvez porque saibam que a única certeza é que a vontade do povo prevalecerá e que esta é impossível de antecipar com absoluta precisão; ou talvez porque...

Em verdade, a grande massa eleitoral do município ainda não se deixou envolver por este processo. A esta altura dos acontecimentos, a política não é um assunto bem aceito em todos os setores sociais, mas, aos poucos, será natural que as pessoas aceitem o tema com mais empolgação. Por enquanto, apenas quem está direta ou indiretamente ligado a grupos políticos aceita, comenta e se empolga.

Está claro que fazer política é possível em qualquer dia e lugar, mas eleições só acontecem a cada dois ou quatro anos (e não há como fugir desta regra). Dessa forma, parece ser imaturo, desnecessário e até muito arriscado tentar antecipar o resultado de uma eleição que somente começará quatro ou cinco meses antes de outubro/2012. Antes disso, não é mais um jargão: “ainda é muito cedo”. Por enquanto, só é possível usar uma Bola de Cristal para fazer previsões ou dar palpites. Então que fique, nas partes, as lições de um passado recente.

Opinião é assim: cada um tem a sua.

7 de jan de 2011

ÚLTIMAS DO BLOG

COMEÇA O ANO

Barragem sangrando em 2009.
Os primeiros dias de 2011 transcorreram em clima de harmonia e tranquilidade no município de Poço Branco. Isso porque, como na maior parte das pequenas cidades, as festividades natalinas e de reveillon são muito mais encontros familiares do que eventos públicos. Os mais de 13 mil habitantes não sentiram nenhuma grande mudança com a chegada do novo ano e, ao que parece, o ano ainda não começou para muitos.

Contudo, o “cartão de visita” de 2011 tem sido o início do período das chuvas no município. A possibilidade de um bom inverno já é uma realidade para os cientistas do tempo e tem deixado o homem do campo de Poço Branco satisfeito, ao passo que também o faz comedido. Em 2010, o inverno chegou com intensidade e ocasião inesperadas e o resultado contabilizou muitas perdas nas lavouras (tanto para agricultores, como para criadores). O agricultor poçobranquense, Francisco Rosendo, resume o inverno ideal como sendo um período de chuvas curtas, mas que ocorram durante toda a estação. Assim, a terra não fica encharcada e a colheita é boa.

Se para os agricultores a chuva necessita ser moderada, para pescadores e ambulantes “quanto mais, melhor”: até certo ponto, é claro. A possibilidade de cheias e da sangria da Barragem José Batista do Rego Pereira anima este segmento econômico - que sempre viu sua produtividade e faturamento crescerem nestes períodos. As últimas sangrias da barragem ocorreram em agosto/2008 e abril/2009 (foto acima). Desde então, a população residente, os filhos distantes e até moradores de cidades vizinhas esperam a chegada de um novo inverno que faça a Barragem de Poço Branco transbordar.

PÉROLAS DE POÇO BRANCO

O Sr. Manoel Rosendo não dirigia seu Chevrolet/58 (com duas boléias) há muitos anos, mas era metido a mecânico: os pregos nas estradas eram constantes. No caminho pro Inhandú o carrão quebrou e, já perdendo a paciência, o velho pediu uma chave 9/16 a seu neto (Lula Rosendo). Lula dirigia para o avô e pegou uma chave 5/16. “Não, essa não”, irritou-se Seu Manoel. Lula, teimoso que era disse: “Homi, isso é a mesma coisa”. O velho perdeu as estribeiras e partiu para a ignorância: “A mesma coisa é uma estaca melada no meio e cagada nas duas pontas”. Ali mesmo, a discussão acabou.

No tempo das “vacas magras” somente Nelson Bento fazia um frete, em Poço Branco. Mas dependia se ele já não estivesse ébrio... Eis que, numa noite de sábado, Festa de Reis, em Taipu, uma turma de liso (entre eles, eu) queria chegar cedo ao Batistão Clube. Nelson Bento se encontrava no Cabo da Faca, um bar local, curtindo a noitada... Muita chuva e trovão atravessavam a noite poçobranquense e nem mesmo Itamar Bililico, acostumado a ir a pé pra todo canto, tinha coragem de enfrentar a escuridão e a chuva forte. O jeito era acordar o caminhoneiro Raimundo Gago. E rezar pra ele nos atender. Ailson de Lalada e Jailson Caxiado correram pra casa do Gago e logo lhe pediram, de joelhos, para fretar o seu caminhão. O Gago disse umas duzentas palavras e os cabras não entenderam nada. Solução: os dois foram acordar Toinho de Maria Viúva para ser o intérprete na conversa. Quem conhece Toinho sabe por que a viagem deu certo...

NOMEAÇÕES

Tempos atrás, a mudança no executivo potiguar movimentava bastante o círculo político poçobranquense. Hoje, as nomeações para cargos de confiança, na esfera estadual, praticamente não existem no município. Atualmente, os diretores e vice-diretores escolares são eleitos e a maioria dos escritórios regionais foi extinta. Assim, a nível local, o desempenho eleitoral das lideranças políticas não gera nenhuma barganha – exceto quando é feita em outros municípios.

A nomeação para cargos de confiança regionais (como as direções da Central do Cidadão, 16ª Dired, Central do Trabalhador, DER, Emater-RN, Hospital Regional, III Ursap e  Casa da Cultura, dentre outros) geram uma disputa totalmente centralizada nas cidades pólo. É o caso de Ceará Mirim e João Câmara, onde o momento é de “boataria e de queda de braço político”. Apesar do pouco falatório local, os ex-prefeitos de Poço Branco, Roberto Lucas e João Maria de Góis, deverão dividir os espaços a nível estadual com uma ou outra indicação. Quanto a quem serão os “privilegiados”... Só o Diário Oficial do Estado dirá (ou não).

FÁTIMA RECEBE PRÊMIO


Pelos serviços prestados a educação potiguar, especialmente a contribuição dada ao crescimento do ensino técnico no RN, através dos IFRN’s, a deputada federal Fátima Bezerra recebeu a Medalha Nilo Peçanha. A honraria, oferecida pelo Ministério da Educação (MEC), contou com as presenças do poçobranquense Belchior de Oliveira Rocha, reitor do IFRN, professores e servidores do IFRN e dos prefeitos de Parnamirim (Maurício Marques), de São Gonçalo do Amarante (Jaime Calado) e de Parelhas (Francisco Medeiros).