22 de jan de 2011

NOTÍCIAS GERAIS

TEMPO DE MUDANÇA

Em algumas linhas, o Juiz da Comarca de Poço Branco, Dr. Felipe Barros (foto abaixo), anuncia que deixará de exercer suas funções no município de Poço Branco. Leia o texto reproduzido do Blog Informativo do Judiciário de Poço Branco.

Aproxima-se o dia em que, infelizmente para mim (espero que felizmente para poucos), terei de deixar a Comarca de Poço Branco. Na data de hoje o Tribunal de Justiça publicou o aviso de promoção de juízes de 1ª entrância (o caso de Poço Branco) para 2ª entrância. Como eu já havia, para permanecer um pouco mais por aqui, rejeitado antes uma promoção (para Santa Cruz ou Angicos), desta vez praticamente serei obrigado a ir, sob pena de ficar em último lugar na carreira. Minhas opções preferenciais são Canguaretama, Vara Criminal de Macaíba, e Varas Criminal ou Cível de São Gonçalo do Amarante. Tudo que é bom dura pouco, não é mesmo? E aqui estou me referindo à Comarca de Poço Branco, sua comunidade, seu povo e o carinho que sempre recebi e recebo da população, profissionais e demais conterrâneos (sim, sou cidadão poçobranquense!). Mas assim é a vida de um juiz. Muito trabalho, muitas missões a serem cumpridas e uma eterna peregrinação de uma cidade para outra. Às vezes me sinto até um sacerdote. E acho que sou mesmo: da justiça. Mas vou deixar a despedida para depois, ainda não é o momento.

ENQUETE DO BLOG

Em sua primeira enquete do ano, o Blog de Poço Branco pergunta a seus leitores sobre o local do Carnaval 2011. Participe!

POLUIÇÃO SONORA: E POR AQUI?

Deu no Blog Bento Fernandes em Ação:

O destacamento da Polícia Militar e Polícia Civil de Bento Fernandes vem realizando, nos últimos dias, um trabalho de orientação aos usuários de som automotivo. Ao contrário do que acontecia antes, quando os proprietários de veículos equipados com som de alta potência poderiam utilizá-los sem limite de potência até às 22:00 horas, hoje já não se é permitido devido as novas regras, que independente de horário limita a utilização desses equipamentos à uma certa quantidade de decibéis. Em muitas cidades as autoridades fazem vistas grossas levando em conta o bom senso e particularidades de cada município. Já em Bento Fernandes a polícia local preferiu adotar medidas mais rígidas no controle de utilização desses equipamentos, solicitando que o proprietário baixe o volume, e em caso de desobediência chegando até à apreender o equipamento.

Este tipo de infração é muito comum em qualquer cidade, em especial em datas festivas (como o carnaval, festas tradicionais, etc.) e até em dias comuns. Em Poço Branco, algumas vezes, foi preciso a intervenção policial para solucionar situações desse tipo; em Taipu, uma situação dessas culminou com a morte de um cidadão. Situações deste nível deixam, geralmente, partes discordantes: denunciante, denunciado e a Polícia. É verdade que sempre houve uma grande dose de desrespeito ao sossêgo, ao silêncio e ao direito de dormir dos habitantes próximos a festas com altas frequências sonoras. Igualmente é verídico que o despreparo emocional de alguns agentes da lei, aliado a própria falta de aparelhamento das corporações, aumentaram as dificuldades para a solução desses conflitos - apesar da maioria destes encontrarem soluções a contento.

Quando as partes envolvidas não chegam a um acordo, estas situações se transformam em mágoas, desentendimentos e até troca de ofensas. Para quem mora próximo de clubes e grandes eventos festivos esta situação é mais do que comum. É cotidiana. São nestes locais onde, muitas vezes, concentram-se os conhecidos 'paredões de som' que levam alegria aos jovens e indignação aos moradores... Neste caso, é preciso moderação e bom senso de todas as partes envolvidas - algo quase impossível nos dias atuais. Então, tomara que, dia desses, a PM local não apenas estabeleça regras, mas, sobretudo, fiscalize os locais com maior incidência de poluição sonora. Todos são bem conhecidos.

3 comentários:

MANUEL HELENO disse...

O DR FELIPE FEZ UM GRANDE EM POÇO BRANCO POR QUE NAO E FACIL CUMPRIR A LEI E SER POPULAR, MAS ESSE JUIZ CONSEGUIU. SER JUIZ NUMA CIDADE NAO E PARA SEMPRE. A VIDA DEVE CONTINUAR, BOLA PRA FRENTE..

Geraldo Silva disse...

quero da parabems ao dr felipe pelos serviços prestado a poço branco e pela maneira simples de ser e de lhe dar com as pessoa

Genilsom disse...

Poco branco nao ta perdemdo so um bom juiz mas um seer humano escepcional, simples e amigo. Quem sabe 1 dia o dr Felipe volte pra cá. Parabnes pela promoçao no seu trabalho .