30 de mar de 2014

NOTÍCIAS DA I COPA UNIÃO

COPA UNIÃO

Campo de Contador
Teve prosseguimento neste final de semana mais uma rodada da Copa União de Clubes de Poço Branco, a nona. O Fluminense (Melancia) e Ponte Preta (Acauã) jogaram no sábado (29) e, no domingo (30), Sanelândia e Grêmio de Samambaia duelaram. A competição segue em sua fase classificatória, composta por 13 rodadas, com jogos distribuídos em três chaves (A, B e C). As partidas estão sendo disputadas nos distritos do Xavier, Acauã e Contador, alternadamente, nas tardes dos sábados e domingos e envolvem as categorias juvenil e titular de cada equipe.

Em pé ou sentadas, as torcidas se misturam pacificamente
O que tem chamado mais à atenção dos adeptos do futebol de Poço Branco é o público crescente a cada rodada, especialmente, quando equipes de tradição se encontram em campo. Torcedores e os famosos “secadores” se aglomeram ao redor do campo, mas o peso e a tradição de algumas equipes não tem feito a diferença como entre outros tempos.

OITAVA RODADA

Santo Amaro surpreendeu o Alecrim FC
Confira os resultados da 8ª rodada:

Sábado (22)
Alecrim 0 x 0 Santo Amaro (juvenil)
Alecrim 0 x 1 Santo Amaro (titular)

Domingo (23)
Bad Boys 1 x 0 Náutico do Serrote (juvenil)
Bad Boys 4 x 1 Náutico do Serrote (titular)

HOMENAGEM


No sábado, antes do início da partida entre as equipes do Santo Amaro e Alecrim, o organizador da competição (Junior Caju) reuniu as equipes no centro do campo de Contador para prestar uma homenagem ao desportista Tico Santana, pela passagem de dois anos de sua morte. “Tico foi um grande desportista da nossa cidade, um exemplo de alegria e de paixão pelo futebol. Não era justo que passasse essa data despercebida diante do que Tico representou para o desporto da cidade e do seu clube do coração – o Santo Amaro”.

Tenente Amaro veio torcer para seu Santo Amaro e apoiar a competição
Em seguida, o Tenente PM Amaro, fundador do Santo Amaro de Poço Branco, também levou suas palavras de apoio e incentivo aos atletas da Copa União. Ele não deixou de lembrar a perda do desportista Tico Santana e sua importância para o clube azulino. O Tenente também reforçou a importância do futebol para a resistência das crianças poço-branquenses às drogas. Amaro reforçou o quanto os atletas que estão disputando a Copa União são um espelho para as novas gerações. “Os jogadores precisam se conscientizar e entender que as crianças que estão fora do campo, de alguma forma, espelham-se neles... Todos precisam assumir esse papel de 'ídolo' e dar o exemplo dentro e fora de campo para que as crianças não caiam na tentação das drogas e do álcool”, concluiu o desportista e Oficial da PM-RN.

OS MELHORES

Grêmio de Samambaia desponta como favorito na categoria juvenil
Após oito rodadas, a comissão organizadora da Copa União elegeu a seleção parcial da competição:

Reforçado, o Sport do Alto do Vermelho lidera a Chave A
Goleiro - Luciano (Sanelândia)
Laterais - Leonel (Botafogo do Contador) e Mozaniel (Sport)
Zagueiros - Marcio (Bad Boys) e Wober (Alecrim)
Volantes – Ricardo (Palmeiras de Contador) e Joaquim (Sanelândia)
Meias - Josemar (Ponte Preta da Acauã) e Beto (Náutico do Serrote)
Atacantes – Bruno (Palmeiras de Contador) e Sueldo (Sport)

24 de mar de 2014

NOTÍCIAS DA CIDADE

PENEIRÃO EM JOÃO CÂMARA


Na manhã do sábado (22), profissionais do América de Natal estiveram na cidade de João Câmara para realizar um peneirão de futebol em busca de novos talentos. Assim como outros clubes profissionais do País, o América-RN está vindo ao interior do Estado visando encontrar e lapidar jovens jogadores. E esta é uma oportunidade de ouro que não pode ser desperdiçada à toa...

Vasco-RJ, Flamengo-RJ e Vitória-BA são alguns dos exemplos pioneiros nesta nova fase do peneirão, esquecido e deixado de lado desde a criação da Lei Pelé (março/1998). Comandados pelo professor Andrey Valério, a equipe do América-RN avaliou cerca de 200 garotos de vários municípios da região do Mato Grande. Os resultados serão divulgados em breve.


O coordenador de esportes de Poço Branco, Junior Caju (foto acima), inscreveu e levou cinco revelações locais para o peneirão do América-RN. Ele se disse satisfeito com os resultados e, principalmente, com a oportunidade que os jovens garotos de hoje têm e que outros talentos jamais tiveram no passado.

Quero agradecer aos garotos de Poço Branco (Wesley, Chiquinho, Cleiton, Rodrigo e Daniel) pela excelente participação na avaliação de atletas para as categorias de base do América de Natal. Acho que estamos plantando frutos que podem ser colhidos em breve. Precisamos de tempo, apoio e muita dedicação para vermos um ídolo surgir em nossa terra. Muitos acham isso impossível e perda de tempo, mas eu confio que estamos fazendo a coisa certa e justa. A estes garotos parabenizo pela dedicação, esforço e disciplina”.

O CAOS NA SAÚDE

Foto arquivo de 2012
O drama do cidadão potiguar que busca socorro nas unidades de saúde de suas cidades (e em outras) não é novidade. Corredores lotados, falta de medicamentos básicos, descaso e ausência de profissionais são apenas alguns itens de uma vasta lista. Atualmente, até quem paga caro por um convênio de saúde não se sente totalmente seguro.

Na região do Mato Grande, as dificuldades das prefeituras em dar o mínimo de dignidade a seus munícipes são tão aparentes quanto nos grandes centros. Porém, para quem acredita que esta crise é crônica (não tem cura) há um exemplo que poderia ser somente orgulho, contudo vem se tornando um símbolo da incompetência e do descaso em gerir a saúde pública.


Na noite da sexta-feira (21), a equipe do Blog foi convidada a testemunhar uma situação tão comum quanto inevitável, vivida no único Hospital de Poço Branco. No plantão daquela noite, o Hospital Municipal Manoel Targino Sobrinho (HMMTS), por volta das 23h, registrava 86 atendimentos em regime de urgência médica.

Mas não foi o número de atendimentos que surpreendeu o Blog. Foi o número de ambulâncias, carros oficiais, fretados e até particulares vindos de outros municípios em busca de atendimento no Hospital de Poço Branco. Até aquele horário, pelo menos, metade dos pacientes atendidos vieram dos municípios de João Câmara, Jardim de Angicos, Bento Fernandes, São Bento do Norte, Pureza e Taipu - este último o que mais envia pacientes para o HMMTS.


Segundo o funcionário do hospital, José Antônio, os pacientes e motoristas de outras cidades relatam que procuram Poço Branco porque suas cidades não dispõem de médico plantonista e, em alguns casos, porque não possuem nem mesmo material básico de atendimento. O funcionário informou ainda que, em alguns finais de semana, são atendidos mais pacientes de outros municípios do que de Poço Branco.

Um dos quadros mais relatados pelos pacientes que procuram Poço Branco é o do Hospital Regional de João Câmara, cuja escala médica é muito instável – para dizer o mínimo. A consequência natural para a saúde de Poço Branco é que, por dispor da presença de médico plantonista, o HMMTS está trabalhando com uma demanda acima da planejada. Isso acaba, de alguma forma, fazendo falta a população local.


Segundo a direção do hospital, a instituição tem conseguido dar conta da procura acima do padrão. Apesar de o atendimento médico hospitalar ser universalizado, é importante ressaltar que todas as compras, contratos de serviços e até a escala de pessoal do HMMTS são dimensionados considerando a população de Poço Branco, pois se esperava que cada município vizinho cumprisse sua parte na atenção à saúde de sua população.


E como consequência, será natural que, em algum momento, algum material/medicamento seja consumido antes do previsto. Na realidade, cada município vive uma situação particular. Às vezes, herdada. Porém se eles não forem capazes de gerir corretamente os seus recursos da saúde, outros serão sacrificados – mesmo que haja alguma compensação financeira futura. E essa tem sido a cruz que Poço Branco tem carregado pelo bem comum.

16 de mar de 2014

HOMENAGEM DO BLOG

UMA GRANDE HISTÓRIA DE VIDA


A poço-branquense Francisca Rocha de Macedo recebeu, neste sábado (15), familiares e amigos para comemorar seus 86 anos de vida, na cidade de São Paulo do Potengi. A festa iniciou com uma missa solene na Igreja Matriz da cidade, às 17h, e continuou com uma bela festa no espaço Algo Mais Recepções. Dona Francisca nasceu em Poço Branco, porém aqui permaneceu até se casar e fixar residência na região Potengi - há cerca de 60 anos.

Ao lado dos filhos e filhas
Ao lado das irmãs, Sebastiana e Emília,  e do irmão Assis
Com uma história de vida de muita determinação, superação, lutas e amor à família, Dona Francisca, ao lado do seu eterno companheiro, Benedito Macedo (in memorian), criaram seis filhos que deram como frutos netos e bisnetos. Nos depoimentos (in loco e gravados em vídeo) ficou evidenciado o quanto Dona Francisca é, para todos, a fortaleza e a referência necessárias para enfrentar as adversidades e as alegrias da vida em família e em sociedade.

Tia Chichi bastante emocionada com as homenagens
Irmãs e sobrinhas receberam lembrança dos 86 anos de Dona Francisca Rocha
Nos 86 anos de Dona Francisca, em Poço Branco conhecida como Dona Chichi, estiveram presentes todos seus filhos, netos e bisnetos. Também compareceram alguns amigos e amigas da cidade, vários(as) sobrinhos(as), suas irmãs Sebastiana e Emília, seu irmão Assis e filhos de João Rocha, Lali e Lourdes Miguel – irmãos falecidos.

Sebastiana e Francisca Rocha - irmãs
Casal Arimatéia e Fátima Rocha (sobrinha da aniversariante)
Parabéns do Blog a esta verdadeira guerreira: para todos nós, a “Tia Chichi” de todas as horas.

Dona Francisca ao lado das irmãs, sobrinhas Carmem e Manuela e do filho Zé Luiz
Aniversariante ao lado dos sobrinhos, filhos da irmã Maria de Lourdes (in memorian)
Fotos: Blog de Poço Branco.

15 de mar de 2014

ÚLTIMAS DO BLOG

CHUVAS

Rua José Roque da Silva (fotos de Kátia Ângelo)
Um cenário de relâmpagos, trovões, frio e chuva intensa marcou a tarde e noite desta quinta-feira (13), em Poço Branco. Os fenômenos assustaram os mais jovens, desacostumados com tais acontecimentos; também alagaram ruas (foto) e deram um novo ânimo ao homem do campo - em especial, as populações que ainda não dispõem de água encanada.

Para que os pequenos açudes, cacimbas, cisternas e a barragem recebam água em abundância só nos resta rezar. E aos agricultores, plantar o milho e o feijão – para comer em breve...

VIOLÊNCIA


Por iniciativa do vereador Edi Carlos, a Câmara de Vereadores de Poço Branco realizará mais uma Audiência Pública sobre o tema que envolve “a violência e o tráfico de drogas” na cidade. Ainda sem uma data definida, o encontro pretende juntar os representantes dos poderes judiciário, executivo e da promotoria pública do município com o fito de encontrar soluções para a questão.

Também serão convidados representantes da Policia Militar e das Secretarias de Segurança Pública e Promoção Social do Estado, além de comerciantes, religiosos, professores e representantes de entidades do município, assim como a sociedade como um todo.

O tema a ser debatido é recorrente e cada vez mais preocupante, considerando que as estatísticas dos crimes (e suas tentativas) só têm aumentado nos últimos anos na cidade e seus distritos. Não há, com certeza, como esconder ou maquiar tais números que, a cada dia, enclausuram e atormentam cada vez mais a população de Poço Branco: uma cidade das mais pacatas do Estado há bem pouco tempo.

Bandido chuta a porta dos caixas da Casa Lotérica
As fotos acima, do circuito de interno de TV de uma Casa Lotérica de Poço Branco, assaltada dias antes do carnaval, e mostradas em vídeo no Programa “Patrulha Policial” (SBT), retrata claramente a situação em que se encontram comerciantes, empresários e a população em geral. É fato... E diante de bandidos desta periculosidade qualquer um pode ser vitimado, sem dar motivo algum. O que está por trás destas ações criminosas? Não há dúvida: é a busca por drogas ou o fortalecimento do seu tráfico.

Assim como pela chuva, só nos resta rezar...

13 de mar de 2014

NOTÍCIAS DO ESPORTE LOCAL

CAMPEONATO DE BLOCOS


Em 2014, o Campeonato de Blocos foi um dos mais movimentados dos últimos anos. Em sua sexta edição, mesmo com apenas oito blocos participantes, a competição recebeu 67 inscrições de jovens e adultos. A participação do público também foi muito boa. Todas as rodadas tiveram lotação acima do esperado, comprovando que a população poço-branquense (em várias faixas etárias) enxerga nas competições não apenas o sentido competitivo, como também uma importante opção de lazer.

Um dos organizadores do evento, o desportista Junior Caju, informou ao Blog sua satisfação com o evento de 2014 e desabafou:

Infelizmente, algumas pessoas em nossa cidade só sabem reclamar, botar defeito em tudo e não mexem uma palha pra fazer nada... Eu prefiro fazer e ajudar na área que eu conheço: o esporte, sem me meter nas outras áreas... Então, aproveito para agradecer aos amantes do futsal que lotaram o Ginásio Caxiadão para acompanhar as disputas do Campeonato de Blocos 2014. Agradeço também aos atletas e dirigentes dos blocos pela participação civilizada, ordeira e sem nenhum tipo de confusão – exceto pela rivalidade normal de qualquer competição. Eu não poderia deixar de agradecer aos patrocinadores do campeonato desse ano: ao prefeito Maurício, ao vice-prefeito Percivaldo e a Marquinho Menezes. E, por fim, quero agradecer acima de tudo a Deus, por tudo ter dado certo e aos amigos desportistas, Cristovam Marques e Levi Pinheiro - companheiros de todas as horas no esporte de Poço Branco”.

I COPA UNIÃO

Como é de conhecimento geral, a Prefeitura Municipal de Poço Branco, assim como a de outros municípios do RN, por recomendação do TCE-RN e MP-RN, não deve realizar despesas com eventos e festas públicas, por está incluído no chamado “Decreto da Seca”. Por este motivo, a Prefeitura de Poço Branco também não deve realizar despesas com o lazer e o esporte – caso do Carnaval e de competições oficiais de futebol/futsal, por exemplo.

Para piorar, o município de Poço Branco não possui outras fontes arrecadadoras consideráveis, além das oficiais (FPM, Fundef, convênios, etc.), e não tem a cultura de realizar eventos, exclusivamente ou principalmente, com a ajuda de empresários e comerciantes locais. São poucos os que podem e se dispõem a ajudar de forma espontânea, em troca de anúncio de seus produtos ou serviços ou apenas para colaborar com o esporte.

E diante desta realidade, catorze dirigentes de clubes de futebol do município resolveram se unir e realizar a I Copa União. Eles solicitaram a colaboração do desportista Junior Caju a fim de que este organizasse a competição. E ainda se comprometeram em arcar com os custos da competição (considerados altos para a realidade local), mas que, segundo eles próprios, são menores do que realizar jogos amistosos de vez em quando.

Em conversa com este Blog, alguns dirigentes afirmaram que seus clubes estavam passando até um mês sem atuar e, mesmo quando marcavam jogos, alguns de seus atletas se diziam desmotivados para partidas amistosas e preferiam a diversão semanal de sempre: bebidas e festas. Um dos dirigentes confidenciou ao Blog que: “Há algum tempo o esporte está perdendo a batalha contra as drogas, especialmente contra o álcool. Muitos talentos estão passando do tempo, mas acho que ainda dá para recuperar o tempo perdido. Basta acreditar, ter amor pelo esporte e jamais desistir, como tem feito o nosso amigo Juninho Caju”.

A I Copa União completou seis rodadas e teve a inscrição de 240 atletas (entre juvenis e titulares). A média de público nos três campos, onde estão sendo disputadas as partidas da competição, chega a 800 pessoas aos domingos e, aos sábados, gira em torno de 500 expectadores. A expectativa dos organizadores é que esta média aumente com a passagem das equipas para as fases seguintes da Copa União.

Recentemente, a competição ganhou um grande aliado. Todas as informações da Copa União estão sendo divulgadas as quintas-feiras, às 11h da manhã, no Programa Bate-Bola, apresentado pelo desportista camarense, Micharles Nunes, na Rádio 89FM, de João Câmara.

RESULTADOS

Palmeiras do Contador (titular)
Resultados da 6ª rodada

Sábado (08/03)
Vitória do Xavier 1 x 0 Botafogo do Contador (juvenil)
Vitória do Xavier 1 x 1 Botafogo do Contador (titular)

Domingo (09/03)
Palmeiras do Contador 1 x 0 São Paulo (juvenil)
Palmeiras do Contador 5 x 1 São Paulo (titular)

8 de mar de 2014

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

MULHER, OBRA-PRIMA DA CRIAÇÃO


Falar da mulher é falar da mais sensível obra da criação divina. Como previsto desde o princípio, a mulher não seria apenas uma companheira para o homem e sim uma auxiliadora: alguém que também socorre. E Deus capacitou a mulher para gerar vida, o maior dom divino.

Além de uma mãe, alguém pode imaginar as transformações que se passam no organismo de uma mulher a partir da concepção, parto e amamentação? Não, somente uma mulher-mãe para saber. A narrativa de tais etapas é uma verdadeira odisseia, digna da vida de uma mulher.

Pela mão divina, a mulher experimenta, com louvor, a supremacia de amar sem limites. Doce, suave, sutil, carinhosa, a espiritualidade da mulher tem se destacado perante os homens. Elas têm, sustentadas pela fé, superado muitas adversidades em família, o que lhe dá também um fator edificante. Sejam que nomes tragam, vieram e virão para glorificar a criação e a perpetuação humana.

Com o tempo, a mulher não se resumiu a figura materna. Hoje, elas dividem com igualdade quase todas as atividades humanas, das mais simples às mais complexas. E com outras particularidades marcantes: sensibilidade, razão e coração – este último, um fator que desequilibra muitas estruturas resistentes.

Por tudo isso, e muito mais, deixamos aqui registrados os parabéns a todas as mulheres por mais um oito de março.

Blog de Poço Branco.

6 de mar de 2014

CARNAVAL E OUTROS

A FORÇA DOS BLOCOS





Sem dúvida, o ano de 2014 confirmou a força e o peso que os blocos carnavalescos de Poço Branco (tradicionais e novos) possuem em seu tradicional carnaval de rua. A festa aconteceria mesmo sem a ajuda de ninguém, é o que pareceu.



Alguns priorizaram a folia na área do Ginásio Caxiadão, desde o início das noites. Outros começaram a festa em suas concentrações e, só depois, tomaram o rumo do espaço da folia (Largo do Caxiadão). Alegria e descontração, regadas a muita bebida e comida, deram o tom maior dos blocos de Poço Branco: literalmente, os donos da festa.



Nesse ano, pelo menos, vinte agremiações foram cadastradas no evento. Algumas estavam em seu primeiro ou segundo ano, muitas com menos de 10 componentes. Nem por isso, deixaram de mostrar suas importâncias. O folião comum, aquele que não participa de blocos, também não ficou para trás. Famílias e amigos, mesmo sem abadás ou camisetas representativas, juntaram-se aos blocos para fazer o carnaval de rua – cada um a seu modo, estrutura e condição.

ARRASTÃO PELAS RUAS


O tradicional Arrastão pelas ruas da cidade, aliado ao mela-mela de alguns blocos, formaram o ponto alto do encerramento do carnaval de Poço Branco. Quem participou, gostou e deu nota dez. Confira outras fotos.


Irreverência dos blocos
O CARNAVAL DA CASINHA


Como era esperado, a Casinha arrebatou vários foliões locais e visitantes as suas refrescantes águas. Desde o domingo até a terça-feira de carnaval a movimentação na barragem foi considerada boa, apesar de está abaixo do faturamento de anos anteriores - segundo alguns pequenos comerciantes confidenciaram ao Blog.

Junior Caju e amigos na Casinha
Eles acreditam que os foliões dos blocos, grande parte da folia poço-branquense, possuem sua própria estrutura (som, bebida, comida, etc.) e são poucos os que abrem mão de deixar suas concentrações rumo a barragem. Há também os casos em que os foliões levam o seu próprio consumo, não consumindo dos ambulantes.

NOSSA ATLETA DE OURO


A poço-branquense Maria do Socorro de Lima Azevedo, filha de Neto, participou, no período de 21 a 23 de fevereiro, do Circuito Brasil Caixa Loterias – etapa Centro-Leste. O evento foi realizado no Sesi Gravatás, em Uberlândia/MG, com as disputas de halterofilismo, que tem caráter nacional e que contou com 70 paratleta de oito Estados.


Esta é a primeira de uma série de quatro etapas do Circuito na modalidade, e já conta pontos para classificação à última (e mais importante) disputa, em novembro do corrente ano, em Fortaleza/CE. A Paratleta Socorro subiu ao pódio em 2º lugar com medalha de Prata, levantando 54 kg na categoria leve (menos de 50 kg de massa corporal).


Socorro se declarou muito satisfeita com os resultados que vem obtendo no cenário nacional do desporto paratleta. Contudo, ela relata o quanto tem sido difícil obter apoios e patrocínios para poder competir. Desta vez, ela obteve o apoio da Prefeitura Municipal de sua terra natal, Poço Branco, e agradeceu ao Prefeito Municipal, Maurício Meneses, por ter acreditado e apostado em sua conterrânea.

CAMPEONATO DE BLOCOS



Na última sexta-feira (28), aconteceu a final do VI Campeonato de Blocos Carnavalescos de Poço Branco. Sem surpresas para a organização do certame de futsal, o Ginásio Caxiadão recebeu lotação completa (cerca de 1.200 pessoas) e mostrou o quanto o futsal atrai pessoas aos eventos desportivos. Mostrou também que o evento virou tradição e não pode ficar fora do calendário do carnaval poço-branquense.



Com a torcida dividida dentro do ginásio, a partida não poderia ser apática e logo o Cachaça mostraria sua força ao abrir o placar. Depois, o cansaço e a falta de ritmo foram superados pela habilidade e a juventude do bloco Só Nós. Resultado final: Só Nós 4 x 1 Cachaça em Cia.