29 de dez de 2012

COTIDIANO

CARNAVAL 2013

Folia 2012 no Largo do Caxiadão
Uma luz no fim do túnel para o Carnaval de Poço Branco”. Foi assim que definiu um tradicional folião de Poço Branco a entrevista que o prefeito de Poço Branco, Maurício Menezes, deu à TV Ponta Negra (SBT) essa semana. O dilema do folião é o mesmo vivido por outros tantos que aguardam ansiosamente pela notícia de que “haverá o Carnaval de Poço Branco, em 2013”.

Folia 2012 no distrito do Contador
Ao Blog, o folião informou que o clima de apreensão e dúvida toma conta de toda comunidade carnavalesca e até mesmo de quem não brinca o Carnaval. Ele relatou que as pessoas e, especialmente os blocos, precisam se programar antecipadamente e que a não realização do Carnaval fará todo mundo vai perder. “O Carnaval de Poço Branco cresceu muito e não dá pra pensar que não vai acontecer. Perde o ambulante, os blocos, os comerciantes, os foliões e a cidade. O prejuízo é imenso e não dá pra calcular”, declarou o folião.

ENTREVISTA


Na entrevista a TV Ponta Negra, o prefeito reeleito de Poço Branco reafirmou seu empenho em realizar o quarto carnaval de rua de sua administração, e o 21º da história recente do município. O prefeito esclareceu que é preciso muita cautela antes de não apoiar uma tradição desse porte, considerando todos os impactos negativos que a não realização do evento pode ocasionar aos munícipes e também aos visitantes de várias regiões do Estado que passam o Carnaval na cidade.

Maurício enfatizou que o Estado de Emergência no RN, devido à seca, pode culminar com a não realização de diversos carnavais de rua organizados por prefeituras do RN e defendeu a realização do Carnaval 2013 de Poço Branco. Ele alegou que todas as medidas de combate à seca no município foram tomadas utilizando recursos próprios da Prefeitura Municipal, sem qualquer auxílio do Governo do Estado, e que os recursos destinados ao “Carnaval de Rua de Poço Branco” não comprometerão as finanças municipais.

O prefeito declarou ainda que, desde o início de sua administração, vem organizando as finanças do município de modo que o pagamento dos servidores municipais é feito rigorosamente em dia - mesmo tendo enfrentado quatro meses de FPM zerado. Maurício disse a reportagem da TV Ponta Negra que apesar de Poço Branco contar com uma das maiores barragens do Estado, foi inserido no decreto de emergência por critério do Governo do Estado, em detrimento de outras cidades vizinhas e menores que ficaram fora da lista.

Ainda segundo Maurício, apesar de ser de baixo custo, o tradicional Carnaval de Poço Branco sofre a mesma ameaça que impediu a realização da Festa de Emancipação Política de 2012, em julho passado. O prefeito esclareceu que os dois eventos têm uma importância muito grande para a população do município não apenas pela tradição, mas principalmente, porque juntos os eventos fazem uma considerável diferença para a economia do município.

NOTA: A matéria está prevista para ser exibida às 13h15, do dia 31/12/2012, no SBT, podendo ter a data da sua exibição alterada de acordo com critérios da emissora.

PARABÉNS DO BLOG


Neste dia 29, o Blog parabeniza o publicitário, blogueiro e cidadão de Poço Branco, Leonardo Souza, pelo seu aniversário. Muitas felicidades, saúde e sucesso ao companheiro de Blogosfera.

24 de dez de 2012

MENSAGENS AOS POÇO-BRANQUENSES

NATAL E ANO NOVO

Vereador Edinho
Prefeito Maurício Menezes
Percivaldo Junior e Tina

MENSAGEM DE NATAL 

O Natal renova em nós compromisso que vem ao encontro de homens e mulheres de boa vontade, renova nossa fé, com um apelo de paz, um convite a vida fraterna e a realização de nossos sonhos.

O Natal nos leva a olhar para a humanidade, onde todos somos irmãos e irmãs e estes esperam de nós gestos fraternos de valorização, respeito e dignidade.

Sabemos que continuaremos enfrentando desafios, anima-nos, porém com uma certeza, não estaremos mais sozinhos, certos de que no coração de cada homem e cada mulher nasce novamente a esperança.

Feliz Natal e um Feliz Ano Novo renovado de muita paz, que Deus abençoe a cada um de nós. Obrigado por tudo.

Percivaldo Junior, Tina e família.









ÚLTIMAS DO BLOG

MENSAGENS DE NATAL E ANO NOVO






CONFRATERNIZAÇÃO

Primeiro Auto de Natal da SMAS
Os idosos do CCI local tiveram sua festa de confraternização natalina nesta sexta-feira (21). O evento começou pela apresentação do Auto de Natal dos programas sociais mantidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Poço Branco. O Auto de Natal foi encenado pelas crianças e jovens que participam dos programas sociais.

Fotos do evento realizado no CCI
Em seguida aconteceu a apresentação do Coral das Crianças do PETI e da Banda de Música Municipal Adauto Lopes que entoou cânticos e melodias próprias do período natalino. Por fim, todos os presentes foram agraciados com um jantar e, logo após, com o tradicional Forró do CCI para encerrar as atividades.

MENSAGEM DO SINDICATO

Natal é tempo de celebração, é tempo de reflexão, é tempo de avaliação, mas também é tempo de olharmos o fim do ano que se aproxima e comemorarmos aquilo que foi possível ser realizado e conquistado. Que o ano que termina e o espírito natalino possam nos fazer perceber que tivemos muitas conquistas para os agricultores e agricultoras familiares de todas as suas idades, sejam homens ou mulheres, de terceira idade ou juventude. Ainda há muito a ser feito e a ser conquistado, até mesmo aquilo que não foi possível ser completado em 2012. Vamos unir as nossas forças para que 2013 nos traga muita garra, saúde e muita luta para que possamos obter muito mais conquistas e prosperidade para toda a sociedade poço-branquense, em especial para a agricultura familiar.

Mensagem da direção do Sindicato dos(as) Trabalhadores(as) Rurais de Poço Branco

22 de dez de 2012

COMENTÁRIOS E NOTAS

POR ROBSON VICENTE

PAC2 beneficiará mais de 4,6 mil municípios a partir de 2013 

Os 4.675 municípios que se cadastraram na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) receberão a partir do ano que vem, pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), máquinas retroescavadeiras e moto-niveladoras para a construção e recuperação de estradas vicinais, importantes para o escoamento da produção da agricultura familiar. O prazo para o cadastramento encerrou-se no dia 31 de outubro e teve mais de 96% de adesão.

A ação prevê 3,5 mil retroescavadeiras e 1.330 moto-niveladoras. Os municípios que serão beneficiados têm até 50 mil habitantes e estão fora das regiões metropolitanas. Dos cadastrados, 4.582 entraram na modalidade individual e 93 na modalidade associação/consórcio (conjunto de municípios com, no mínimo, três e, no máximo, seis associados, todos com menos de 50 mil habitantes). A próxima etapa é a entrega e análise dos documentos dos municípios que se cadastraram na segunda modalidade, quando o MDA solicitar.

Em sua primeira fase, 1.299 municípios foram contemplados com as máquinas. A intenção é universalizar a ação, doando retroescavadeiras para todos os municípios brasileiros que se cadastraram. O investimento com a aquisição das máquinas já soma mais de R$ 1 bilhão. 

MENSAGEM DE NATAL E ANO NOVO

Da deputada estadual Márcia Maia
ÍNDICE FIRJAN

O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) é um estudo anual da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) que acompanha o desenvolvimento dos mais de cinco mil municípios brasileiros em três áreas: Emprego e Renda, Educação e Saúde. A média aritmética dessas áreas dará o índice de desenvolvimento municipal de cada cidade, cuja divulgação de 2010 foi realizada após as eleições municipais para evitar o uso dos números como “moeda eleitoral”.

Para ser calculado, o índice se baseia, exclusivamente, em estatísticas públicas oficiais e disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde e vem sendo realizado desde 2008. Nenhuma informação que compõe o índice é coletada diretamente nas cidades (in loco). O primeiro índice demorou quase oito anos para ser divulgado, tamanha a quantidade de dados e municípios pesquisados. Atualmente, o índice ainda requer de quase dois anos para sua divulgação oficial.

O índice da pesquisa varia de 0 a 1 – utilizando 14 casas decimais. “Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. A metodologia do índice possibilita determinar se a melhora ocorrida em determinado município decorre da adoção de políticas específicas ou se o resultado obtido é apenas reflexo da queda dos demais municípios pesquisados”.

O FIRJAN DE POÇO BRANCO

Ao contrário do que se pensa o índice Firjan não avalia apenas o desempenho das Prefeituras Municipais e sim o conjunto da economia dos munícipios. Considera-se, inclusive, a presença e influência da inciativa privada nas três áreas avaliadas.


Apesar da queda de colocação no ranking estadual em 2010 (166º), o desempenho de Poço Branco só tem crescido desde o ano 2000. Os itens “Educação e Saúde”, como se ver na tabela acima, alcançaram em 2010 os melhores índices Firjan da história recente do município. Entretanto, desde o ano 2000 que o município de Poço Branco tem sofrido variações no item “Emprego e Renda” (ver figura abaixo) que, de certa forma, retardam o desenvolvimento do município.


Há várias explicações para tal fenômeno. Uma delas é que, em geral, o item em questão não tem como receber a mesma prioridade administrativa de outras áreas, seja em pequenos e até em grandes municípios. Basta ver que são poucos os que tiveram índices de “Emprego e Renda” superiores aos de “Saúde e Educação”.

Outro motivo é que, em pequenas cidades, praticamente todas as ações decorrentes dessas áreas são iniciativa pública (municipal, estadual e/ou federal) e a ausência de recursos específicos, de parques industriais e centros comerciais privados, por exemplo, geralmente empurram o item “Emprego e Renda” para baixo.

Outra explicação para o fraco desempenho de algumas cidades na geração de “Emprego e Renda” é que muitas delas possuem políticas públicas voltadas muito mais para áreas não avaliadas diretamente pelo índice Firjan (tais como Assistência Social, Cultura, Esporte e Lazer, Agricultura, Habitação, etc.). Além disso, a geração de empregos e negócios informais em pequenas cidades (sem Carteira de Trabalho) também não é visto e avaliado pelo índice.

Os pesos matemáticos iguais e utilizados para a composição final do índice municipal também são questionados. Entende-se que municípios sem estruturas auxiliares para ajudar na geração de “Emprego e Renda” não deveriam receber o mesmo peso para as três ações pesquisadas: estes deveriam depender de cada região e realidade local. Também é preciso considerar que “Educação e Saúde” recebem recursos e convênios destinados especificamente, enquanto que a geração de “Emprego e Renda” acaba demandando ações com maior dependência de parcerias externas e nem sempre possíveis ou fáceis de formar.

COMPARAÇÕES A CONSIDERAR

Na pesquisa Firjan de 2010, considerando os 167 municípios do RN, Poço Branco foi o 118º no quesito “Saúde”; 163º em “Educação” e, apesar da baixa nota, foi 162º em “Emprego e Renda”. Na classificação final, o município ficou em penúltimo lugar no Estado (166º) – à frente apenas de Pilões. Para efeito de comparações e considerando as realidades parecidas de cidades vizinhas a Poço Branco:

Taipu (161º) foi 154º no quesito “Saúde”; 166º em “Educação” e 63º em “Emprego e Renda”. João Câmara (128º) ficou em 130º no quesito “Saúde”; 160º em “Educação” e em 24º em “Emprego e Renda”. O município de Ceará Mirim (153º) ficou em 144º no quesito “Saúde”; 152º em “Educação” e em 120º em “Emprego e Renda”. Bento Fernandes (101º) ficou em 85º no quesito “Saúde”; 67º em “Educação” e em 127º em “Emprego e Renda”. Pureza (135º) ficou em 127º no quesito “Saúde”; 125º em “Educação” e em 116º em “Emprego e Renda”.