21 de out de 2013

PLANTÃO DO BLOG

ACIDENTE DO TRABALHO FATAL


Um acidente numa obra da construção civil, no bairro de Lagoa Nova, na zona Sul de Natal, tirou a vida do operário poço-branquense Antônio Emídio Neto (54), mais conhecido no município como Jabá, irmão de Fofia Mototáxi. O acidente fatal ocorreu no final da manhã desta segunda-feira (21) quando, segundo o Corpo de Bombeiros, um andaime caiu sobre a cabeça do operário que, apesar de estar com os equipamentos de proteção, morreu no local.

Em nota, a construtora responsável pela obra, a Moura Dubeux Engenharia, lamentou o acidente: “O acidente aconteceu no momento em que o funcionário, que exercia função de pedreiro na obra, estava trabalhando na parede externa do edifício. A construtora, por meio do pessoal de Segurança do Trabalho, tomou todas as medidas necessárias de socorro ao colaborador. O Samu e o Corpo de Bombeiros foram acionados, mas ao chegar ao local constaram que o funcionário já havia falecido. Dessa forma, a construtora acionou o ITEP, para fazer a pericia do local, e o Ministério do Trabalho”.

Por fim, a construtora ressaltou a preocupação com todas as normas de segurança e disse que vai analisar o acidente “para ver o que de fato aconteceu e tomar as providências cabíveis. A empresa está dando todo o suporte necessário para a família do colaborador”.

A comunidade poço-branquense está em luto pela perda de mais um cidadão, pai de família e batalhador pela vida. Um pai que derramava seu suor para criar sua família, assim como tantos outros o fazem todo dia. O Blog de Poço Branco está de luto pela morte de Jabá e se solidariza com todos seus familiares e amigos.

Com informações do Portal G1.

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom esse furo de reportagem deste blogue. E meus pesames a familia do amigo JABÁ.

Naldo disse...

Que pena uma trajedia.

Caio disse...

Segurança do trabalho é uma coisa séria e os patroes sempre dizem que cumprem todas as regras de segurança, mas na pratica não é assim. Muitas empresas não obedecem as regras e as determinações das Cipas e do Ministério do Trabalho e também falta muita fiscalização de verdade nas obras. No Brasil é assim, a porta só é fechada depois que a casa é roubada. Essa morte é um exemplo para não acontecer novamente.

Ronaldo Camilo disse...

Momento de simplesmente de solidariedade com toda familia deste grande profissional e exemplo de trabalhador. Que Deus tome conta de seu espirito.