13 de jun de 2012

ÚLTIMAS DO BLOG

NOVAS ENQUETES

Amparado no que preceitua a Resolução nº 23.364, do TSE, o Blog de Poço Branco inicia a série de enquetes sobre as Eleições 2012. Neste primeiro momento, ainda aguardando a homologação oficial das candidaturas, o Blog pergunta a seus leitores:

Enquete 1: Se a Eleição fosse hoje, o(a) senhor(a) já teria um candidato a prefeito?
Enquete 2: Se a Eleição fosse hoje, o(a) senhor(a) já teria um candidato a vereador?

As enquetes estão disponíveis na barra à direita e ficarão no ar por de 30 dias. Participe!

DE VOLTA ÀS MANCHETES


O ex-prefeito de Poço Branco, João Maria de Gois, voltou às manchetes do noticiário escrito e televisivo do Estado na última semana. Quando foi tema do Jornal Tribuna do Norte e do RN TV (1ª edição), o ex-prefeito mais uma vez foi o alvo do Ministério Público Federal do RN (MPF-RN). E justamente num momento de afirmação política da pré-candidatura de seu filho, Waldemar de Góis, a prefeitura de Poço Branco.

O nome do ex-prefeito aparece, numa pesquisa simples ao banco de dados do MPF-RN, em 57 processos. Em trinta desses, o nome do ex-prefeito está relacionado ao período em que esteve à frente da Prefeitura Municipal de Poço Branco e os demais dizem respeito, provavelmente, ao período em que João Maria exercia atividades empresariais.

Na vasta lista de acusações contra o ex-prefeito figuram várias ações civis e penais de improbidade administrativa e crimes de corrupção, má-gestão (crimes praticados por prefeitos), de responsabilidade e violação de princípios administrativos, contra a Lei das licitações e contra a fé pública e a ordem tributária. O ex-prefeito também é acusado de cometer crimes relacionados a execuções fiscais (dívida ativa), de falsidade ideológica, infrações administrativas em prestação de contas, peculato (crime praticado por funcionário público), danos ao erário, enriquecimento ilícito, estelionato majorado (crime contra o patrimônio), dentre outros.

Apesar de uma “ficha suja” tão extensa, o ex-prefeito, que recentemente foi a uma rádio pedir desculpas à população de Poço Branco pelos erros administrativos cometidos no passado, incrivelmente continua forte e sendo o grande mentor do grupo oposicionista. Rejeitado em vários setores da população, e popular em outros, o ex-prefeito continua dando as cartas na oposição e, ao que tudo indica, deverá ter o mesmo papel numa possível administração Waldemar de Góis - mesmo que apenas nos bastidores.

Ainda utilizando métodos políticos considerados ultrapassados, João Maria de Góis continua gozando de um prestígio que muitos políticos, em sua posição, não teriam. A maioria não conseguiria acesso aos gabinetes de deputados que o ex-prefeito facilmente tem e nem a vereador se elegeria. Apesar do desgaste que possui e de ter o seu nome amplamente ligado ao tema impunidade”, o ex-prefeito também tem os seus méritos. Tanto que a intenção da oposição em pregar que João Maria será apenas um coadjuvante nessa Eleição não convence: ela sabe que “ruim com ele, pior sem ele”. E tem mais: se existir a intenção de manter o ex-prefeito embaixo dos palanques, a oposição estará cometendo um grave erro... Ou não?

TRADIÇÃO

VII Seresta da Família - foto do Blog do Coração de Jesus
Entre tantas outras, a Seresta da Família, evento do atual calendário católico de Poço Branco, vem ganhando força e reconhecimento nestes seus sete anos de existência. O acontecimento tem atraído muitos católicos às dependências do Ginásio Caxiadão e tem sido visto como um resgate da tradição de fé do povo de Poço Branco. Desde quando era apenas um pequeno povoado até se tornar uma cidade emancipada, o povo católico de Poço Branco tem mantido vivas algumas de suas tradições – apesar da maioria delas ter sido deixada de lado com o passar do tempo.


Em entrevista ao Blog do Coração de Jesus, o poço-branquense, Zé Caxiado, afirmou que as tradições católicas do antigo povoado eram vividas com mais intensidade e maior participação da população. Tudo acontecia no interior e nos arredores da Capela do Coração de Jesus (foto acima), em Poço Branco Velho, envolvendo todas as famílias e durante vários dias. Segundo Caxiado, a capela foi construída no início do século XX e foi o espaço da comunidade católica até que as águas da barragem inundassem todo o povoado.

A CASA


É muito provável que parte dos leitores desse Blog considere esse assunto sem qualquer vínculo com o município de Poço Branco e acabem dando pouco crédito e valor ao tema. Não importa, pois a Casa do Estudante se confunde com muitas trajetórias de sucesso e frustração profissional de inúmeros estudantes do RN, e de Poço Branco também. São quatro em funcionamento no RN, sendo a masculina de Natal a mais conhecida - e também a que mais precisa de socorro.

As sérias dificuldades para sobreviver na Casa do Estudante de Natal não são novidade. Há muitos anos, sobreviver na Casa é uma tarefa apenas para abnegados ou para quem não dispõe de outra opção. Ainda assim, é impossível contabilizar quantos jovens já deixaram suas cidades para tentar uma vida mais digna e quantos deles atingiram ou não o seu objetivo final. Quase sempre é normal que, depois de alcançar o feito, a grande maioria não retorne a Casa para ensejar, ao menos, algum agradecimento ou reverência a instituição.

Num lugar aonde viveram vários dos atuais cientistas, engenheiros, professores, advogados, bancários, dentistas, contadores, médicos, economistas, funcionários públicos, químicos, etc., é de se estranhar que poucos destes tenham ajudado a Casa nestes vários anos de dificuldades. É de se estranhar que, mesmo depois de tanto sofrimento e abandono vividos, quase não exista mobilizações de ex-estudantes no intuito de ajudar a Casa do Estudante de Natal.

Problemas que nunca encontram uma solução definitiva e até denúncias de desvios de recursos, por parte da direção da Casa, continuam povoando a instituição construída em 1856 e que já abrigou um Hospital e um Quartel da Polícia Militar. Banheiros inservíveis, instalações hidráulicas comprometidas e cupins consumindo a estrutura de madeira são apenas alguns dos piores problemas vividos pela Casa.

Mesmo estando localizada no centro da cidade, a Casa do Estudante deixou de ser uma opção para o aluno carente que vem do interior do Estado. Se há alguns anos era normal abrigar 800 estudantes, hoje esse número não passa de 150 e a tendência é diminuir muito mais. O presidente da Casa, Luiz Paulo, afirmou a jornal da capital que já se cansou de correr atrás do poder público, de ouvir promessas e que cada vez menos municípios ajudam seus estudantes. Em sua opinião, uma saída para melhorar a Casa seria constituir um fundo para pedir ajuda financeira a ex-estudantes que já moraram na Casa.

Pela unidade masculina muitos poço-branquenses já passaram, mas, atualmente, não existe registro de algum conterrâneo. Isso se deve a proximidade de Poço Branco com a capital e, depois, devido aos diversos programas de inclusão educacional surgidos nos últimos anos no país, o que tem facilitado o acesso ao ensino superior sem precisar de grandes deslocamentos ou investimentos financeiros.

11 comentários:

Anônimo disse...

Muito boa a publicação referente a casa do estudante. Falta realmente apoio a essa instituição tão importante ao nosso estado. No fim do texto foi colocado que existem recursos destinados ao acesso a educação, (principalmente ao nível superior), pois bem, gostaria apenas de cobrar a algum representante publico de nossa cidade que por sinal leia esse comentário: Apliquem o dinheiro que é destinado a locomoção de estudantes a outras cidades, uma vez que o município não dispõe dispõe do serviço de educação superior, e isso é OBRIGAÇÃO do município arcar com esse transporte. Basta uma volta a noite o entorno da praça cívica em Natal que se ver dezenas de ônibus de tudo que é lugar do estado, e é revoltante ver que Poço Branco não tem.

Minervinno disse...

Nas inquetis do blogue de leonardo eu nao vou participar por que ele disse um dia no blogue dele que inquetei de blogue é falsa e pode ser manipulada mais como sempri eu fis vou votar nas inquetis do blogue de daniel, parabems pela confiamça que so oblogue de daniel tem

Edinho disse...

Amigo Daniel,

Mais uma vez parabéns por mais uma belíssima matéria -desta feita,sobre a casa do Estudante.Morei por dois anos nesta casa da foto(1997 e 1998) e senti de perto as dificuldades que muitos passaram ,ante a falta de apoio e estrutura por parte do Governo.Mas, em que pese tudo isso, sou muito grato a Casa do Estudante, pois foi meu principal ponto de apoio na capital, enquanto estudante, que muito me ensinou na "faculdade da vida" numa capital. Visitei lá algumas vezes, após minha saída, e cheguei ajudar a alguns companheiros estudantes conhecidos - não optei por colaborar diretamente junto a direção daquela casa, pois, infelizmente a corrupção e o desvio dos recursos ainda prevaleciam por boa parte daqueles que faziam a sua administração, pelo menos na última vez que me informei.

Enquanto Parlamentar e, imbuído do espíritido de conseguir mais apoio para nossos estudantes(em face até de termos sentido na pela tais dificuldades),cobramos algumas vezes na Câmara um convênio entre a Prefeitura Municipal e a referida Casa, porém o poder público ainda não viabilizou. Também cobramos , em plenário e na Rádio 89 fm de Joâo Câmara,a disponibilização de pelo menos um ôninus escolar(aqueles de cor amarela com listras prestas) para os estudante universitário,pois estes além de pagarem a faculdade(pelo menos boa parte deles) também pagam o seu respectivo translado. No entanto, Prefeitura ainda não disponibilizou tais ônibus.Esperamos que esses dois pontos ligados à Educação sejam regularizados pelo executivo o mais rápido possível, visando, assim, proporcionar maior apoio aos nossos estudantes e futuros profissionais.

Um abraço,

EDINHO

José Cassimiro Felipe disse...

Muito bem, meus caros "anônimo" e Parlamentar Edinho...

Também morei, por um pequeno período, na Casa do Estudante da Lins Caldas e percebí a importância da mesma para qualquer estudante oriundo do interior. Juntamente com o hoje parlamentar Alexandre, empreendemos uma luta em prol da realização de um convênio com a Prefeitura Municipal, na época, administratada pelo Sr. José Sebastião - Deco e conseqguimos algum avanço. Mas, lamentavelmente, não tenho notícias sobre as outras administrações sobre o assunto. No que se refere ao transporte, tenho batido nesta tecla constantemente, pois, conforme o amigo que comentou antes de vc, também vejo ônibus do Programa "Caminho da Escola" no entorno da Praça Cívica, que transportam alunos para uma Universidade que fica nas proximidades da praça, de diversos municípios do RN. O nosso cidadão gestor, no alto de sua ignorãncia, não permite os ônibus nem mesmo para alunos que cursam o IFRN Campus João Câmara, caracterizando-se aí um descaso com a nossa Educação e com o segmento que precisa se deslocar para outro município, visualizando um curso superior ou técnico.
Saudações Educacionais
J. Cassimiro

Derley disse...

Cassimiro você fala em ignorância mais você é quem ta sendo ignorante meu caro. Esta agindo apenas por pirraça e politicageim. Procure ver a lei que reje o programa caminho da escola e saiba que o transporte de alunos só é obrigatório para os alunos do ensino fundamental e médio e não para o nivel superior e tecnico. Cada prefeito decide o que faz é lógico.

Não é ilegal mais os ônibus no entorno da praça cívica como você e edinho disseram transportam alunos de alguns municípios do estado e não de vários. E por opção de cada prefeitura e por acordo na cidade e se você não sabe tem caso em que os alunos dao uma contribuição no combustível, segundo me disse um aluno de vila flor.

Como a sua opinião é motivada somente pela emoção e não pela razão, quem passou por ignorante foi você cassimiro. O nosso cidadão gestor não ta fazendo nada irregular ou fora da lei. Vocês da oposição sempre fizeram coisa erradas e é que iria denunciar o gestor no ministério publico e no mec se o transporte fosse dado para natal. Eu já conheço essa tática dessa oposiçao do mau.

Simone Lira disse...

Eu tenho é vergonha dessi povo com tanta magoa e inveja do prefeito por que ele tem feito uma gramde administracao, pelo amor de deus seguidores dos goes por favor tenhao vergonha na cara e deixem de ficar so acuzando e comecem a mostrar e registra no cartorio o plano de governo de seu walddmar. eu duvido que ele faça isso

J.Cassimiro disse...

Derley...
Eu conheço o Programa! Não estou usando a emoção, como vc diz!!! Quando falo no descaso com a Educação, no que se refere ao transporte, sei que depende exclusivamente do cidadão gestor, que é um centralizador do poder: ele poderia criar uma comissão composta por membros da Sec. Mun. de Educação e deliberar sobre o assunto, encontrando, assim como outros gestores, uma solução legal dentro do Programa para o transporte a que me referí. Por falar em emoção, também foi emoção o que me motivou "brigar" pela Biblioteca Municipal? Pela criação de áreas verdes e de ZEIS?, pela implantação de um Horto Municipal? pela criação de uma Comissão de Defesa Civil? pela arborização do entorno da Barragem, no lado norte? pelo funcionamento da JSM? pelo tratamento do cidadão gestor com os munícipes? pelo funcionamento do Matadouro Público? pela acessibilidade nas obras "escondidas?" Gostaria que vc repensasse essa sua "razão!!!"
Saudações pensantes.

Ronaldo Camilo disse...

Quanto a Casa do Estudante, fui morador e participante do quadro de Diretores de Disciplina nos anos de 89 a 91, fico muito feliz pela briosa lembrança, na época morávamos alguns companheiros de Taipu e Touros no velho aptº 47 no Porão. Quanto a declaração do Prof. Cassimiro o qual o admiro muito pela sua luta e sabedoria, porém na época da administração do Prefeito José Sebastião (DECO), Eu Ronaldo Camilo, vim pessoalmente falar com esse nobre administrador, e para infeliz colocação do amigo Cassimiro, não obtivemos sucesso nenhum na negociação mesmo com alguns vereadores nos apoiando, o que levamos na bagagem foi uma "linda" frase por parte do Prefeito que disse assim: "Eu não vou fazer convênio com a Casa do Estudante para alimentar vagabundos" declaração que para um prefeito que quer ver mudanças, foi muito infeliz, eu sai da casa do Prefeito Deco muito decepcionado e emocionalmente triste, porém não deixamos nos levar pela palavras de quem nada conhecia, total demonstração do que é a politica depois de ser prefeito. A exemplos tivemos grandes profissionais, homens de boas índoles.

Abraços e qualquer dúvida
Ronaldo Camilo
8881-7843

J.Cassimiro disse...

Meu caro Ronaldo Camilo... que bom poder contactar contigo!
Quando eu disse "avanço" não quis dizer "concretização!" No momento que falamos com o então prefeito, inclusive na presença da saudosa Luíza, esposa dele, o mesmo acenou positivamnete e, como não acompanhamos posteriormente, ficamos desatualizados.
Um abraço!!!
J. Cassimiro

Ronaldo Camilo disse...

Meu Prof. Cassimiro,
fico muito Feliz em tratar de assuntos relevantes e bem vivos, pois participamos ativamente pelas melhorias da nossa cidade, você lutando e eu torcendo pelas vitórias e vislumbrando algum progresso. Oh! tempo dificil mais que deixa saudades!
Um grande abraço meu amigo!
Que Deus continue contigo nessa caminhada.

Havanna Coelho disse...

Peço perdão por fugir do tema central do debate, mas me sinto no direito de chamar atenção para a grafia correta do português que alguns aqui demonstram desconhecer.
É necessário entender que por mais que o assunto seja sério e de extrema relevância, a partir do momento que um comentário é escrito de forma tão errônea o mesmo torna-se facilmente desacreditado pelo leitor do mesmo.
Como dizem no popular "assassinaram o Aurélio"
No mais, parabéns ao escritor deste blog.