13 de jun de 2015

PEDINDO SOCORRO

UMA NOITE DE BANG-BANG

“Poço Branco não é mais o mesmo”.
“Não é mais a cidade tranquila em que se dormia de portas abertas”.
“Faz tempo que a paz acabou. O medo toma conta da cidade inteira”.
“Poço Branco se tornou uma terra sem Lei”.


As frases acima resumem bem o sentimento da população poço-branquense nos últimos anos. Não há sequer um cidadão que não cite alguma delas ou sinônimas. A insegurança é o maior problema na cidade e nos distritos e, atualmente, não existe uma preocupação maior para as famílias, para os comerciantes, nem mesmo a Saúde e a Educação são tão cobradas quanto.

O tema está acima das divergências políticas ou das posições religiosas, sociais e econômicas que sempre dividem qualquer município. A falta de segurança é um consenso que supera tudo, pois a violência pode afetar qualquer um, não precisando ser bandido, criminoso, traficante ou envolvido com o crime ou drogas. Em resumo: todos estão com medo, da criança ao idoso.


A realidade é tão assustadora que a população não prioriza mais apontar os culpados, pois percebeu que nunca valeu muito a pena. As pessoas querem mesmo é alguma providência eficiente e parte dela deseja protestar para ser ouvida (nas ruas e redes sociais). Muitos cidadãos começam a perceber que as autoridades constituídas não fazem, não querem ou não têm como fazer nada.

Estão percebendo que os entes federados também estão falidos em se tratando de Segurança Pública ou esta nunca foi uma prioridade. Apesar das várias reuniões, Audiências Públicas, recursos, nomeação de policiais, inúmeros cargos comissionados, estatísticas alarmantes, estudos da área e das Leis, a solução ou amenização da questão parece distante. Talvez alguém tenha a fórmula mágica que, pelo menos, diminua esta violência desenfreada em Poço Branco, pois a solução definitiva parece muito complexa. O que resta é pedir SOCORRO!!!

DOS FATOS


A noite desta sexta-feira (12) trouxe de volta o medo a população de Poço Branco. Por volta das 23h, começou uma intensa troca de tiros entre a PM e bandidos não identificados, nas imediações da Rua 12 de outubro. Os meliantes empreenderam fuga em direção ao Rio Ceará Mirim e foram perseguidos pela PM local.


A noite de terror deixou um saldo negativo para os agentes da Lei. Uma viatura foi bastante avariada após uma colisão, outra foi incendiada e um Guarda Municipal sofreu um tiro de raspão. Horas depois da troca de tiros, a residência do cidadão Pedro Silva (Barbiron), localizada entre a Avenida Poço Branco e a Rua 12 de outubro, foi incendiada.


13 comentários:

Marcio disse...

Eu tenho né decepcionado cada dia mais com as pessoas que dizem ser políticos de Poço Branco. Cada um só olha pro imbigo. Essa era a hora da União e de todas e todos saírem abraçados na mesma foto. Mas é aquela coisa, cada um so dar valor se a ideia de si próprio e a do outro vai dar nome a ele. Triste por minha cidade que é abandonada pelos políticos do quanto pior melhor.

Anônimo disse...

É isso mesmo Marcio. Pena que o nosso população não ver isso.

Anônimo disse...

Se tem uma coisa boa em Poço Branco é a prefeitura. Eu nunca vi tanta gente encenando ser bonzinho e honesto para ser prefeito. Eu ja vi esse filme varias vezes e o resultado sempre decepcionou muita gente. Já vi gente chorando por uma derrota e outras pessoas rindo de felicidade. Mas não é que pouco tempo depois quem chorou tava rindo e quem riu tava chorando. Por isso abra os olhos agora porque na política só o que tem é lobo em pele de cordeiro e ingratidão é o que mais tem na política.

leonardo disse...

Toda essa violência q acontece na nossa cidade é coisa que vem de cima pra baixo. Esta acontecendo em toda cidade e tem culpado sim. São os governo do estado os prefeitos e o governo federal. Todos cvivem de faser politica 24 hora por dia e não tem tempo de resolver essas bronca. E a culpa é sempre do governador e prefeito anterior. É a mesma desculpa de sempre, tenho nojo disso tudo.

Anônimo disse...

A frase a cima já diz tudo Poço Branco pede socorro não é só poço branco mas todo o pais a droga esta dominando o mundo e não seria diferente aqui em poço branco ao invés dos políticos se unirem ficam culpando outros que fazem é brincadeira a cocaína e o craque estão reinando em nossa cidade arma sendo vendida em praça publica digo porque é do conhecimento de muitos festas com jovens armados e drogados e se degladiando pelas esquinas.

O medo toma conta de tudo disse...

Eu vi isso numa festa um dia desse qdo fui deixar minha filha na porta de um clube de poco Branco. Morri de medo com tanto jovems completamente embriagados e acho q alguns estavam drogados. E tudo isso ainda era 10 hora da noite. Imagine la dentro.. minha filha não gostou mais voltei pra casa com e uma amiga. O que vi me assustou e não vou deixar minha filha ir a mais nenhuma festa nessa cidade q era tão boa de passar um fim de semana ou morar. Estou até colocando a minha casa para alugar ou vender. Parabéns a esse blogue q mostra bem a realidade sem puxar saco de ninguém.

Anônimo disse...

Alguem precisa fazer alguma coisa, eu conheco outra família que deixou de vim pra cá e parece q vai vender a casa e um terreno q comprou. Tudo por causa da violencia e tanta droga na nossa cidade.

Sergio disse...

Parece que dessa vez o povo nao esqueceu os acontecimento e espero q nao esqueca para continuar cobrando da autoridades.

Anônimo disse...

Hoje fui a câmara ver a audiência publica e pelo que vi o acontecido em poço branco na sexta feira passada não foi só ato de bandidos e sim de policiais envolvidos assim para um bom entendedor que ouviu as palavras dos comandantes gostei muito do pronunciamento do vice prefeito que esclareceu perante todos que estavão la que estavão culpando ele pela ação do cptran e desmascarou outros políticos que estavão por traz o acusando já o prefeito deveria ter ido mas infelizmente não compareceu segundo o vice prefeito ele estava indignado com os poderes policiais pois ele já havia solicitado bem antes a solução do problema e o governo não fez nada já o vereador Edinho foi na direção contraria que o major Fonseca e o capitão arcanjo falou ele tava mais por fora que bunda de índio com relaçõa a poço branco.

Anônimo disse...

Que essa audiência era só pra encher linguiça eu já sabia, o povo de poço Branco já sabia. De boa ideia, promessas e papel ja tamos muito cheio. Mas uma vez as autoridades prometidas deram um canga pé no povo de Poço Branco, quem veio só prometeu pq sabem q o povo vai esquecer de tudo é exatamente o q os politicos querem... Ora se a secretaria ia vim logo na véspera de São João, vinha nada homi. Só um besta ia acreditar. E os político ficaro um querendo queimar o outro. O vereador e o vice prefeito cada um querendo ser manchete. É Waldemar Gois pq não apareceu támbem?? Afinal ele defende poco Branco ou não? Um cara quer ser prefeito devia dar as caras também. Kd??

Pio disse...

A gente sabe que não vai dar em nada essa audiençia publica. A violência e insegurança vai continuar aqui. O que nós não queria era o cptran levando a moto de quem trabalha com ela. O povo queria era mais policia na rua e não policial de trânsito. Quem teve essa ideia só prejudicou pessoas de bem. Qtos marginais foram pegos na blitz? E o Sr Waldemar q deseja ser prefeito pq se esconde? Vai dizer q os Gois nao querem a segurança da cidade? Pelo menos Edinho e Percivaldo tão querendo ganhar nome, mesmo fazendo politicagem. Waldemar mostre sua cara vc só quer viver de festa de aniversário e de comer galinha?

O Guardião disse...

E muito triste ver como as pessoas de forma premeditada, dolosa, confundem as coisa, direitos sociais e politicas públicas com interesses individuais pequenos e mesquinhos, como se as dificuldades enfrentadas não pudesse alcança-los por pertencerem a partido politico A ou B, por acharem que mandatos políticos são eternos e invioláveis, mandatos são outorgadas pelo povo e para o povo e que podem durar 4 ou 8 anos não são eternos ou invioláveis.
O pior diante disso tudo e ver pessoas cobrarem sem arregaçar as mangas e dar sua parcela de contribuição ou criticar sem fundamentar seu ponto de vista, não da para cobrar direitos se você não faz direito, eu me refio a atuação policial, quantos aos políticos com mandato quer seja no poder executivo ou Legislativo eles em sua maioria já estão a mais de dois mandatos e conhecem bemas demandas sociais deste municípios muito em bora não estejam nem ai pois não existe compromisso com tais demandas, as pratica não refletem os discursos dai eu pergunto, como cobrar ou exigir se eles não lhes devem nada, se você eleitor trocou ou vendeu seu voto?!

Robson vicente.
Poçobranquense Nato, Morador Residente.

Anônimo disse...

é verdade Robson os eleitores só votão por dinheiro ai como vão poder cobrar.