22 de ago de 2014

REALIDADE

INSEGURANÇA QUE METE MEDO



Na manhã desta quinta feira (21), a população e os comerciantes de Poço Branco foram surpreendidos com uma série de arrombamentos a três lojas do Centro Comercial da cidade. Estima-se que, por volta das 3h da madrugada, os meliantes arrombaram uma casa lotérica, uma perfumaria e uma loja de revenda/manutenção de celulares. Segundo populares informaram ao Blog, há cerca de dois dias um veículo suspeito circulou pela cidade durante o dia e a noite. Porém, com medo de represálias, ninguém informou a PM local.



Nas redes sociais e nas ruas, vários poço-branquenses expressaram suas insatisfações com tal situação. Muitos alegaram não ter mais a conta de quantos arrombamentos aconteceram na cidade e garantiram que, caso os episódios ocorressem apenas durante a madrugada, sem colocar em risco a vida de pessoas, até que não seria tão mal. O problema é que os ladrões não têm mais nenhum medo da polícia. As pessoas estão com medo de caminhar, de trafegar pelas estradas de acesso aos distritos e até os quintais de casas estão sendo alvos de tentativas de furto/roubo.

A paz que um dia foi marca registrada de Poço Branco acabou, não mais existe. E quase todas as pessoas atribuem esta realidade de medo e insegurança, principalmente, às drogas e aos menores de idade com elas envolvidos - direta ou indiretamente. A polícia local não tem policiais suficientes, não tem investigação e não faz diferença nenhuma, desabafou uma cidadã que diz continuar com muito medo. Infelizmente...

4 comentários:

Anônimo disse...

Ai eu pergunto meu caro amigo comunicador, o que pensão as autoridades constituídas esse município? Pois ate agora ninguém apareceu com uma solução, estão sempre jogado a responsabilidade para o estado que para variar num ta nem ai?
MGRobson Vicente

Anônimo disse...

Amigo Daniel eu ti faço uma pergunta e desafio, por que esse espaço de comunicação num faz uma consulta pública aos seus inúmeros leitores quanto a estruturação e participação da Guarda Municipal de Poço Braco na participação legal (LEI Nº 13.022, DE 8 AGOSTO DE 2014.Dispõe sobre o Estatuto Geral das Guardas Municipais) dando condições material e incluindo da GMPB na segurança pública municipal ostensiva da população????
GMRobson Vicente.

Anônimo disse...

Acho que primeiro as guardas tem de se estruturar para depois poder atuar na seguranca. Fica dificil ate para os guarda trabalhareim com essa bandidagem armada sem qualquer estrutura e treinamento necessario e correndo risco de vida.

Anônimo disse...

Amigo, concordo plenamente com o fato e necessidade de capacitar o efetivo, no entanto a GM já tem 12 ou seja metade de seu efetivo com condições técnicas de prestar um bom trabalho preventivo a segurança publica municipal, mas o bom não e o limite, e a excelência deve ser perseguida, pois, a população merece o melhor! Alem do mais, pessoa não somos irresponsáveis, sabemos ate onde podemos ir, e claro que com o apoio da administração e devido investimentos poderemos ir muito alem da segurança preventiva ostensiva.
GMRobson Vicente