7 de jun de 2014

OPINIÃO

ENQUETE DO BLOG


Não é de hoje que a população católica de Poço Branco está dividida quanto a um assunto. Faz tempo que alguns anseiam por elevar o município a condição de Paróquia Católica, transformando a Igreja do Sagrado Coração de Jesus (foto acima) em Matriz. Outra parte jamais deixou de ser contrária e sempre existiu a parcela que considera tal mudança indiferente. E argumentos favoráveis e contrários não faltam...

A discussão parece nunca ter atingido o seio da Igreja a ponto de criar ações internas de represálias ou dissidentes. Pelo menos, não se tem notícias... Contudo, de tempo em tempo, o assunto volta à tona e toma o centro das conversas entre os católicos. Agora, o Blog irá apurar a opinião de seus leitores quanto ao tema. Para tanto, vote na enquete ao lado.

Dados da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento

Praça Dez de Março, 426 - Centro – CEP 59565-000 – Taipu/RN
Tel. (84) 3264-2296 - Data de Criação: 18/04/1913
Municípios que abrange: Taipu (12.301) e Poço Branco (14.845)
População abrangida: 27.146 habitantes (IBGE 2013)
Administrador Paroquial: Padre Helenildo Marques de Morais
Diácono Permanente: Diácono José Belizário Ferreira

5 comentários:

PASCOM disse...

Pequenas observações:

No caso do Padre Helenildo, ele foi elevado da condição de administrador à pároco. Isto aconteceu ano passado na festa de Nossa Senhora do Livramento. Na ocasião o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, concedeu a provisão ao Padre Helenildo por ocasião do centenário da paróquia. Assim, ele tornou-se o primeiro pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento.
Com relação a Comunidade do Sagrado Coração de Jesus tornar-se paróquia, não é algo tão simples assim. Vários fatores devem acontecer para que o Arcebispo possa, primeiro, tornar a comunidade uma Área Pastoral. A Área Pastoral é a condição de experiência para que a comunidade possa mostrar se pode ou não tornar-se paróquia. Para que isto aconteça vários fatores tem que ser vistos, como por exemplo, questão financeira, já que, como dependente, a comunidade tem que arcar com as responsabilidades de manutenção do Padre como também os encargos sociais dos funcionários que devem existir. Além, da própria manutenção da Igreja e Casa Paroquial. Para que isto aconteça deve haver a união de todo o povo católico. Já houveram muitos discursos lindos diante de Arcebispos. Porém, o que eles querem, ver é na prática. Eu costumo dizer que "gestos falam mais que palavras".

Anônimo disse...

A igreja Coração de Jesus,já era para se paroquia a muito tempo,não sei por que os bispos da arquidiocese são contra.Agora vamos divulgar e compartilha essa campa nhia. SIM!!!!!!!

Anônimo disse...

Todos os católicos da paróquia sabem, que quem sustenta a paróquia, é a arrecadação da igreja do Sagrado Coração de Jesus. Então, porque a paróquia em Poço Branco, não se auto sustentaria? Ou é medo de perder o volume financeiro da Igreja do Sagrado Coração de Jesus? Sem falar, que a participação dos fiéis de Poço Branco, é superior a de Taipú, e muito. Paróquia já, para Poço Branco.

Neemias disse...

Eu tambem desejo poço branco como paroquia. Nao sei qual a diferença que faz mais eu gostaria de ver. Agora o dito pelo colega anterior tem razao porque e preciso saber se poço branco mantem uma paroquia so independete de taipu ou se taipu passa a ser capela poço branco. Tambem nao sei se isso pode na lei da igreja catolica. O principal ninguem diz que é quanto custa manter o padre, os funcionarios, o centro pastoral e as igrejas da cidade e interior. Esse debate e importante sim.

Anônimo disse...

Para mim tanto faz porque acho que esta discussao pode colocar o povo catolico de Taipu contra a ideia dos catolicos de Poço Bramco.