16 de set de 2013

ALECRIM FC

NOVA DIREÇÃO

O Alecrim Futebol Clube de Poço Branco realizou, neste domingo (15), Assembleia Geral de Associados para a escolha da nova diretoria para o próximo biênio, antecipando a escolha que estava prevista para outubro próximo. A composição da nova diretoria ficou assim definida:

Presidente: Givanildo Luiz da Silva (Toco)
Vice Presidente: Valmir Graciano da Costa

Diretores
1º Tesoureiro: Marijânio da Silva Cobé
2º Tesoureiro: Fabiano da Silva Oliveira
1º Secretário: Mário Sérgio de Freitas
2º Secretário: Livramento Correia da Silva
Diretor Social: Ornilo Cobé do Nascimento
Diretor Patrimonial: Ivanilson Irineu da Silva
Diretor Esportivo: Jailson Cacheado de Oliveira
Diretor Comercial: José Correia da Silva

Conselho Fiscal
1º Fiscal: Diogo Rafael Freitas
2º Fiscal: Evilázio Batista da Silva
3º Fiscal: Adailton Luiz da Silva.

A posse da nova diretoria do Alecrim FC ainda não foi definida. Porém, os maiores desafios da nova gestão serão os de resgatar, ao mesmo tempo, a parte social e desportiva do clube.

BREVE CRONOLOGIA

Sede Social do Alecrim FC (arquivo)
Fundado em 25 de março de 1973, o Alecrim FC foi uma das primeiras agremiações de futebol e o terceiro clube social do município emancipado. Suas atividades iniciaram num pequeno prédio adaptado, ainda na Avenida Nóbrega Machado. Após alguns anos funcionando, exclusivamente, com a parte social, o clube se mudou para o local atual (foto acima) e foi lá que começaram mais fortemente os investimentos na parte desportiva.

O Alecrim FC chegou a ter uma equipe de futebol feminino nos anos 80 (arquivo)
Nestes mais de 40 anos de existência, por sua contribuição para o lazer de várias gerações de poço-branquenses, para festas de escolas e aniversários de uma forma geral, o Alecrim FC ganhou o apelido de “O Bode” (possivelmente uma referência à figura de um Bode que estampou um dos primeiros uniformes do clube de futebol) e fez história no município.

A esquerda da foto, o novo presidente do Alecrim FC, Givanildo Luiz (Toco)
No princípio, o social funcionava apenas aos sábados, mas depois o clube chegou a receber eventos também aos domingos: esta foi considerada a “época de ouro” do Alecrim FC. Já aos domingos, as atividades vespertinas do Alecrim eram dedicadas ao futebol: num domingo jogava em Poço Branco; num outro, viajava para outras cidades, povoados e distritos da região para realizar jogos amistosos ou até oficiais.

Partida comemorativa pelos 38 anos do Alecrim - em 2011
Na galeria do clube, ainda se encontra uma considerável quantidade de troféus, taças, fotos e premiações pelas suas conquistas. Algumas caíram no esquecimento e não possuem registros ou estes se apagaram pela ação do tempo. O Alecrim FC também protagonizou partidas memoráveis contra seu maior e eterno rival: O Sanelândia EC, rivalidade que ainda permanece viva – seja na concorrência entre as sedes sociais ou no futebol amador.

Jailson Cacheado, torcedor símbolo do Alecrim FC
O Alecrim também viveu momentos de extremas dificuldades, tendo passado alguns períodos com suas portas fechadas. Notícias de escândalos e suspeitas, não conclusivas, da apropriação de valores patrimoniais e financeiros do clube, por parte de alguns ex-presidentes, ajudaram a manchar a imagem da agremiação e muitos desportistas se afastaram do clube. A necessidade e o alto custo para se adequar a legislação especifica e vigente (de segurança e acessibilidade) também manteve o Alecrim sem funcionar por algum tempo.

Elenco campeão municipal de 2000 (arquivo)
O clube, que chegou a totalizar mais de 150 sócios, hoje mantém uma pequena quantidade de diretores atuantes e alguns poucos atletas em atividade no futebol (juvenil e titular). A parte social está desativada há algum tempo e sem previsão de retorno. Mas, entre o auge e a quase decadência, o Alecrim FC sempre se reinventa e renasce das cinzas - outra particularidade desse clube poço-branquense.

NOMES ILUSTRES

TORCIDA

Num determinado período, o Alecrim FC possuía uma “Charanga” que animava os seus jogos. Durante mais de 10 anos, a Charanga do Bode, como era conhecida, teve vários componentes, destacando-se: Dédo Caju, Chico Henrique, Cláudio Gonçalo, Mané Naldo, Raimundo Cego, Chin-Chin, Abel da Acauã, Raimundo de Bastinha, dentre outros. E os músicos da Charanga seguiam um ritual: saiam do Bode, passavam pela venda de Seu Milton Salustino (para comprar a Pitu), seguiam pelo corredor da Lagoa e chegavam ao antigo campo “turbinados” para animar a torcida alecrinense.

Elenco de 1987 - campeão municipal (arquivo)
Os comentaristas de arbitragem da época nunca ocuparam cabines de rádio, não existiam jornais impressos e nem muitos menos a internet (blogs, sites e redes sociais). Nada ficou registrado, além de poucas fotografias e na memória de alguns. O pós-jogo acontecia sempre na sede social do clube, especialmente em caso de derrota em campo. Dois deles se destacaram por longos anos e jamais foram substituídos: João Pinheiro, pelo Sanelândia EC, e Xunda, pelo Alecrim FC. O primeiro exclamava: errooou...”; e o segundo retrucava: está ceeerto, seu juiz...”.

DIRETORES E ATLETAS

Irmãos Ornilo e Mário Cobé, Dadá e Roberto Cará (arquivo)
Muitos nomes podem ser citados para contar a história antiga e recente do Alecrim FC. Porém, algum sempre será esquecido, pois são várias gerações de atletas e diretores e isto torna qualquer enumeração incompleta. Assim mesmo podem ser citados: Assis Biriu, Ari, Barba, Beto Luiz, Bolinha, Chico Branco, Chiquinho Cutia, Cícero Luiz, Dadá Luiz, Dedé de Xunda, Dedé Mateus, Doca, Gaspar, Jailson Cacheado, João Dias, José Roque, Junior Caju, Livramento Correia, Luciano Eletricista, Luiz Félix, Lulita, Luciano Gonçalo, Manjuba, Mário Cobé, Mateuzinho, Netinho Venâncio, Ornilo Cobé, Quinho Freitas, Raimundinho, Roberto Cará, Sérgio Freitas, Tico de Noel, Titico de Isaura, Tonho Biata, Tonho Castanha, Tota Gago, Valderi de Filó, Zé Preto, dentre muitos outros.

7 comentários:

Anônimo disse...

Eu tomara que esse novo presidente nao seja mais um que ate deixa de trabalhar para viver so do Alecrim, tomara que Toco faça diferente.

Anônimo disse...

Quero da os parabens ao alecrim pela escolaha. Miguel

Anônimo disse...

so vir resultado quando o assis era presidente

Anônimo disse...

Amigo Toco e demais integrantes da diretoria do Alecrim Futebol Club, desejo-lhes a todos muito sucesso na condução deste tradicional clube de POÇO Branco. Tenho certeza que com metas, planejamento, foco e estratégias para melhoria da situação financeira do clube, vocês do jeito que toda torcida espera e montando sempre uma equipe competitiva.

Sucesso!!

um abraço,EDINHO

Anônimo disse...

GENTE NAO ADIANTA ATIRA PEDRA ANTES, VAMOS DAR TEMPO PRA NOVA DIREORIA

Menininho da Lagoa disse...

Esse blog ta de parabenms por que nao faz politicagem e nem puxa saco de ninguem, veja nessta reportagem tem gente que votou em waldemar e nem por isso esse blogeiro deixou de sitar o nome dessas pessoas. Valeu daniel pela sua honra e respeito as pessoas de poço branco..

Anônimo disse...

Torço muito pelo ressurgimento do Alecrim de Poço Branco, principalmente na parte social,já que tenho ótimas lembranças desse lugar.