14 de ago de 2011

ESPAÇO DO CIDADÃO

EXISTE UMA SOLUÇÃO?

Desde os primórdios da humanidade, a necessidade do homem o obriga a criar novos inventos. E hoje não é diferente. A busca por novas conquistas, por novos mecanismos, acaba por desencadear uma realidade cada vez mais latente em nosso dia-a-dia. Trata-se dos impactos ao meio ambiente. Nos dias de hoje, é comum vermos nos noticiários da TV, noticias relacionadas a impactos ambientais, crimes quanto a fauna e flora, e até mesmo em relação a escassez de nossos recursos naturais.

Em nossa cidade existem exemplos no que diz respeito a certos impacto. O mais óbvio desses é o mau uso de nossa barragem. A mesma por sua vez sofre as conseqüências de atitudes, na maioria das vezes inocentes. É fato, quando se vai ao ambiente em questão observar lixo em sua redondeza, lixo esse que causa diversos impactos a fauna local, não só a fauna, mas também a qualidade daquele recurso natural essencial a nossa vida, a água. Temos que zelar pelo o que é nosso, nossa barragem é uma forte atração turística, fonte de renda para muitas famílias e de lazer para nós moradores do município.

Vejo que falta a preocupação e uma iniciativa do legislativo do município no que diz respeito a criação de algum projeto que possa vir a mitigar tais impactos, não se trata de algo milionário, basta apenas um planejamento, uma política de educação ambiental, algo que possa ser colocado nas escolas para que nossos jovens cresçam com essa mentalidade. Alguém pode dizer que isso tem que vir de esferas maiores, como do governo, mas certamente isso pode ser colocado a nível local. Para isso existe a Agenda 21.

Não é difícil, como já foi dito, basta um bom planejamento, uma boa dose de educação ambiental na sociedade em geral, para que assim possamos ter uma mudança de atitude. Gabriel, o pensador, fala em uma de suas letras; “muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente, a gente muda o mundo na mudança da mente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura, a gente muda o mundo na mudança de postura”.

E essa mudança começa por você! Basta você mesmo que está lendo esse texto agora, quando voltar lá (na barragem) não jogar mais aquele saquinho de pipoca ou aquela garrafa de refrigerante nas margens da mesma, nem tão pouco dentro d’água.

Aqui fica a sugestão, um simples mutirão de limpeza feito por alunos e demais grupos do município, mensalmente, certamente não resolveria de vez tal problema, mas com certeza reduziria e muito os índices de poluição de tal ambiente que se encontra em processo de eutrofização, em especial a “cozinha”, que é o setor da barragem que mais sofre os impactos de ações humanas.

Gleydson Nascimento – Ambientalista

2 comentários:

Laeson disse...

Gelydson, o seu texto é pura expressão da verdade. Mas a questão com relação ao meio ambiente, hoje é algo que pouco avança devido a impunidade. A tempos que os livros escolares trazem essa conscientização. Os meios de comunicação estão todos os dias falando sobre a importância da preservação ambiental, do respeito a fauna e a flora. Quem é hoje que não sabe que não se pode poluir a nossa barragem. Todos sabem. Mas, o que ocorre é o desrespeito as leis que existem para proteger o meio ambiente. E quantas pessoas já foram punidas, aqui em Poço Branco, por cometerem crimes ambientais? ... Mas, esse tipo de crime acontece todos os dias em nossa barragem. Que vai do simples fato de se jogas um copo descartável, até aqueles que colocam veneno CARRAPATECIDA nas águas do rio para assim pescarem. Isso tudo já foi denunciado, nos vários órgãos que achamos competentes, mas nem se quer foi feito alguma averiguação. E já faz muito tempo e até agora nada. A questão é punir os culpados, para que isso sirva de exemplo. Parabéns pela sua preocupação com o nosso meio ambiente e pela sua narrativa.

Cainara disse...

Voçe esta de parabéns Gleydson,um texto bem elaborado!
Mas uma coisa é certa mesmo temos que começar a trabalhar as nossas crianças pra que elas já crescam sabendo da importancia que se tem na nossa Barragem e no meio ambiente!
Sendo que temos que concientizar também os professores de nossas escolas que as crianças estão ali pra aprender a ler e escrever sendo gleydson que pude presenciar uma cena horrorizante pra uma pessoa que se diz se professora, colocando nossas crianças pra pegar livros de uma sala pra outra!
Então gleydson, antes de ensinar-mos nossas crianças, nossos filhos,netos, subrinhos sejam o que for temos que antes prestar bastante atenção nisso!
Irmos sempre as escolas pra saber o que o nossos pequenos estão aprendendo. Voçe que é pai que é mãe não espere seu filho chegar só com o dever de casa vá a escola esteja sempre presente nas escolas de seus filhos!
E ai sim começarmos a mostrar a eles(as)cada pedaçinho dessa nossa CIDADE onde se tem muito a conhe-la!
Onde na rua, na barragem em Poço Branco velho tem sim uma historia uma geografia brilhante!
Todos tem que ter sua punição!
Seja ele(a) preto ou branco, velho ou novo,rico ou pobre!