13 de ago de 2011

DIA DOS PAIS

AO MEU ETERNO PAI

Pensei que fosse fácil fazer um poema pra ti.
Mas tua vida é um poema difícil de escrever.
Porque vi os calos das suas mãos me contarem tuas tristezas.
E também vi teus cansados joelhos me contarem tuas alegrias.

Vi calos em teus pés me contarem “tua conversa com Deus”.
Vi as tuas rugas falando das rugas das nossas almas.
Vi com teus olhos o que eu não conseguia ver com os meus.
Vi o calor do teu coração sempre a me amar.

Lembro-me:
De um pai que dormia de olhos abertos, a pensar em mim.
De um pai que varria o lixo das ruas por onde eu andava.
Para que eu não acordasse no caminho errado.
Para que eu não andasse sobre a sujeira do mundo.

Lembro-me:
De um pai que engolia suas mágoas.
De um pai que enxugava minhas lágrimas.
Para que eu não ficasse triste.
Para que eu não perdesse a esperança de lutar.

Papai:
Tu sempre serás o meu poema mais bonito.
Porque não há palavras, nem poema, que te descreva.

Eternas saudades de todos familiares e amigos.

O ABRAÇO DO BLOG

Hoje, o abraço do Blog vai para todos os pais poço-branquenses; a todos que contribuíram e contribuem para o progresso dessa terra; a todos os que estão presentes e também àqueles que já se foram. Mesmo que muitas vezes incompreendidos pelos filhos, todos os pais sempre dão, dia após dia, uma grande lição de vida. Parabéns a todos pelo privilégio de ser Pai.

IMAGEM


Bela imagem do pôr do Sol na Barragem de Poço Branco.

Nenhum comentário: