13 de jun de 2011

ÚLTIMAS DO BLOG

O MEIO AMBIENTE

José Cassimiro durante reunião com ecologistas, palestra no IFRN e encontro com Alvamar Queiroz
O professor poçobranquense José Cassimiro participou, juntamente com ecologistas do RN, de uma reunião com o senador potiguar, Paulo Davim (PV-RN). Na ocasião, foram discutidos assuntos relacionados ao meio ambiente, com foco principal voltado para as repercussões do Novo Código Florestal. Em sua explanação durante a reunião, o professor Cassimiro aproveitou para divulgar alguns problemas ambientais que ainda persistem no município de Poço Branco. José Cassimiro acredita que a sua cidade natal também precisa criar áreas verdes específicas, criar espeços arborizados nas margens da Barragem Eng. José Batista do Rego Pereira e, sobretudo, investir no turismo como fonte de riqueza para a população local.

O professor poçobranquense também manteve contato com o Superintendente Regional do IBAMA, Alvamar Queiroz, na intenção de obter apoio para seus projetos ambientais em curso e, dentro da programação do “V GEO IFRN”, ele també ministrou uma palestra no IFRN sobre o Meio Ambiente, demonstrando informações simples e eficazes para a conservação do ecossistema onde vivemos.

O TRABALHO E O SER HUMANO

(texto adaptado)

No passado, na era da produção, as pessoas eram vistas como máquinas e o que importava era apenas a quantidade de produtos que produziam - só isso e nada mais. As pessoas trabalhavam dezesseis horas diárias (ou até mais) e não tinham nenhum tipo de benefício ou vantagem por este execesso. As conseguências desta verdadeira “tirania profissional” foram inúmeras durante os dois últimos séculos, mas, felizmente, esse conceito mudou totalmente de figura. Hoje, estamos na era da “informação” que nos traz o grande e mais valoroso produto dos últimos tempos: o capital intelectual.

O capital intelectual não é nada mais do que o produto gerado pela inteligência do capital humano (das pessoas). Exemplos de capital intelectual podem ser espaços para a exposição e discussão de opiniões (que não existiam antes); sites como o Google, o Youtube, enfim, uma infinidade de novas idéias que não aconteceriam sem as pessoas e o seu capital humano.

Partindo do princípio de que, hoje, as pirâmides profissional e funcional se inverteram e as pessoas estão no topo é preciso valorizá-las em toda sua plenitude. E esta valorização inclui o âmbito psicossosial do indivíduo, pois o ser humano que está trabalhando e o que está em seu momento social dispõem da mesma cabeça e do mesmo coração – tanto como órgãos físicos, como emocionais. Não dá para dividir em duas pessoas: elas são exatamente a mesma.

Aquela máxima de que “os problemas pessoais devem ficar do lado de fora da empresa” já não tem mais tanta relevância. Atualmente, existem organizações que mantêm espaços para seu “colaborador” conversar com profissionais especializados (Assistentes Sociais, Psicólogos, Psiquiatras, etc.) com a intenção de formar a “Gestão de Pessoas” – setor encarregado de garantir o desenvolvimento do indivíduo, unindo o ser humano e o seu trabalho a suas emoções.

Dentro desta nova visão profissional, o empregador que não se adaptar continuará a trocar frequentemente o seu corpo funcional, a ter demandas judiciais e previdenciárias e a obter resultados cada vez mais distantes do planejado. A dica para eles é: “tratar as pessoas como seres humanos e não como parte do seu Ativo Imobilizado. Assim, o empregador ganhará parceiros, ao invés de empregados”.

PARABÉNS DO BLOG


O Blog de Poço Branco parabeniza seu leitor, Manoel Carlos (Natal/RN), por ter recebido do Arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício de Macêdo, a ordenação de Diácono Permanente da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada no bairro das Quintas. A diplomação aconteceu no último dia 8 de junho, na Catedral Metropolitana de Natal.

Nenhum comentário: