17 de dez de 2010

NOTAS E COMENTÁRIOS

FELIZ NATAL

Desejamos a todos um Feliz Natal.

BELEZAS NATURAIS
 
“Visite os tanques do Iandu”
“Os Tanques do Iandu” são uma das mais belas atrações do município de Poço Branco. Durante o inverno, várias grutas e porões de pedras que compõem a paisagem daquele distrito são inundados e formam piscinas naturais muito visitadas. E seriam muito mais se houvesse um acesso melhor naquela época do ano. A imagem de Nossa Senhora de Lourdes está encravada na rocha e se tornou um ponto de peregrinação de devotos. (foto: Williams Gomes).

REFLEXÃO SOBRE QUESTÕES ANTIGAS

Há muito tempo manter um negócio próprio, em cidades pequenas, é um grande desafio. As vendas são poucas e ainda existe a concorrência com outros estabelecimentos e o baixo poder aquisitivo da maioria da população. Não fossem esses motivos, ainda é preciso conviver com a inadimplência – popularmente conhecida como “calote”. De uma forma geral, o pequeno empresário local ver poucas perspectivas de crescimento tendo que enfrentar tantas barreiras.

Segundo nos relata o cidadão Claudionor Cirilo, em experiências vividas no seu dia-a-dia, a parcela da população que reclama por dias melhores, desenvolvimento, aparecimento de novas atrações, mais segurança e educação e saúde dignas, tem um comportamento que não condiz com tais desejos. Claudionor revela ser comum ouvir o desabafo de empreendedores locais (que sobrevivem com pequenos negócios, procuram dar um bom atendimento, produtos de boa qualidade e preços accessíveis) dizendo que acabam sucumbindo aos “famosos calotes”.

Num exemplo real, um comerciante local revela a Claudionor que contraiu uma dívida superior a R$ 5 mil causada por clientes que sentam à mesa, bebem, comem e, ao final, falam que aparecerão para pagar a dívida em outro dia... Neste caso, não há como escapar do prejuízo e da falência. A cidade acaba perdendo oportunidades de novos negócios porque seus proprietários não conseguem mantê-los. Claudionor lembra o exemplo de superação por que passaram cidades e países após vivenciarem situações difíceis e como a mudança de atitude da população foi determinante neste sentido.

Dizer que um irmão tem fome é fácil. Falar que não se olha para ele é fácil. Culpar os outros é fácil. Mas, não fazer nada é muito pior. Como posso falar dos erros alheios se cometo os mesmos?”, indaga o cidadão. O comportamento mesquinho, desrespeitoso e individualista de alguns não é uma regra, pois nem todos agem desta forma. “É muito triste ouvir comentários maldosos sobre nosso município, onde muitos estabelecimentos fecharam suas portas porque não conseguem suportar os que nunca aparecem para quitar seus débitos. E o pior de tudo é que se for feita uma cobrança, perde-se um cliente e se ganha um inimigo. Isso é muito injusto”, destaca o cidadão Claudionor.

Poço Branco é uma cidade linda, ampla, de um ar gostoso de respirar e de muitas outras qualidades, mas necessita da mudança de pensamento de alguns moradores para poder transformar esse lugar numa cidade de oportunidades para todos. Não basta esperar e só cobrar do poder público. Por aqui ainda existe quem coloque o lixo para fora de casa depois da coleta passar, apenas com a intenção de dizer que não existe coleta de lixo na cidade. É preciso parar de ver politicagem em tudo e passar a pensar no futuro da cidade e dos nossos próprios filhos”, conclui Claudionor.

NOTA DE FALECIMENTO

Kaká de Nonato
Por volta das 18h, da última quarta-feira (15/12), faleceu o poçobranquense Marcelo James da Silva, 40 anos. Mais conhecido na comunidade como Kaká de Nonato, o cidadão de Poço Branco deixa uma filha menor, muitos companheiros e amigos. O Blog lamenta a perda e se solidariza com todos seus familiares.

Um comentário:

silvane lima disse...

quarta-feira as 19:20 chegou a falecer um grande em materia e em espirito, marcelo jheimes "mais conhecido como kaka" toda a familia esta sentindo tua falta, kaka um grande que nasceu e se criou em poço branco esse terre de pessoas guerreiras... "AGRADECEMOS UM DIA TER TE CONHECIDO"