1 de out de 2013

ESCLARECIMENTOS E POLÍTICA

DOS IDEALIZADORES DA INTERNET WI-FI

O projeto de instalação de pontos de internet Wi-Fi, em Poço Branco, é o resultado da união de cidadãos que buscam a inserção digital de poço-branquenses que ainda não possuem condições de obter uma assinatura de algum serviço pago. A internet Wi-Fi é um projeto simples, gratuito, mas de alto custo de implantação e manutenção. A ideia, inclusive, já fazia parte dos projetos que o vereador Edi Carlos (Edinho) possui preparados para levar à Câmara Municipal.

Edinho visa obter o apoio dos vereadores e, consequentemente, do poder executivo do município em relação à manutenção, conservação e segurança dos equipamentos da rede Wi-Fi. Mas se isso não for possível num primeiro momento, o vereador pretende buscar parcerias junto a secretarias de Estado, ministérios e até parlamentares para viabilizar o projeto o quanto antes.

Depois de divulgado neste espaço digital, a ideia ganhou grande repercussão e apoio de diversas pessoas, especialmente de jovens que possuem aparelhos portáteis que não dispõem de um sinal Wi-Fi eficiente na cidade. O projeto é tido como um benefício de grande alcance social e em nada atrapalhará o negócio de quem trabalha com a distribuição de sinal de internet pago no município e os proprietários de Lan House.

A internet Wi-Fi, em Poço Branco, não tem como ser um “concorrente” para os donos de Lan House e para quem distribui e cobra pela internet convencional. Ninguém será desestabilizado, pois o sinal atenderá apenas pequenas áreas, consideradas como de lazer e/ou educacionais. A intenção nunca foi cobrir toda a cidade ou município tendo em vista o alto custo para tal.

O projeto, que foi chamado de “grande merda” por um empreendedor local, irá beneficiar inúmeras pessoas com acesso grátis a rede mundial de computadores. É notório que atitudes deste porte não passam de puro egoísmo e falta de senso coletivo, considerando que a repercussão do Wi-Fi estar sendo muito positiva em toda cidade e a expectativa pela chegada do sinal gratuito é muito grande.

Outro ponto positivo é que o sinal da rede Wi-Fi poderá ser “comprado” dos próprios investidores locais, caso eles possam garantir uma velocidade de acesso mínima em contrato - o que vai lhes ajudar e não prejudicar. Outro detalhe é que existirá, inicialmente, apenas um ponto de acesso que funcionará, em fase de teste, em período limitado (por exemplo, das 8h às 20h). A ideia do Wi-Fi é pioneira na região do Mato Grande e como a internet se tornou o meio de comunicação que mais cresceu nos últimos anos, ela também acaba sendo uma forma de geração de renda e, ao mesmo tempo, de empregos.

Para o vereador Edinho, a hora estar chegando e, mais cedo ou mais tarde, o sinal Wi-Fi será inevitável mesmo que uns poucos ainda sejam contrários à ideia. “Podemos começar com apenas um ponto Wi-Fi, mas esse projeto continuará sendo de grande alcance social e digital, pois incluirá os excluídos no mundo virtual, gratuitamente, abrangendo todas as classes sociais do município e os visitantes da cidade também. Esse projeto será muito bom para Poço Branco e o fará entrar para a história do RN como um dos primeiros municípios a implementar uma iniciativa de inclusão digital desta envergadura. O que queremos é avançar ainda mais...”, declarou o vereador.

Outra ideia da equipe, também foi corroborada pelo vereador Edinho, é buscar parcerias junto ao comércio e aos prestadores de serviço local com vistas à divulgação de propagandas dos produtos e serviços em um possível site especifico do serviço (página inicial). O chamamento para a ideia também se estenderá a sociedade poço-branquense que será convocada a contribuir, seja apoiando ou apenas divulgando esta importante iniciativa. Que ela venha o quanto antes.

A AMBULÂNCIA CHEGOU

Foto: Blog de Assis Silva (27/09/2013)
Poucos vereadores de Poço Branco possuíram a visão que a parlamentar Suélia Catarina (PSD) teve ultimamente. O que é comum em outras cidades se tornou inédito por aqui quando a edil adquiriu uma ambulância para o transporte de pacientes na comunidade. Evidentemente que cada parlamentar tem o seu próprio estilo, condição e visão estratégica de seu futuro politico, mas uma ambulância é sempre uma grande sacada de marketing. Muito embora ela não resolva tudo, pelo menos, ela ameniza o sofrimento de quem mais precisa - e nas horas mais difíceis. Este é o lado bom da história e é fato.

Por outro lado, ainda se indaga se a vereadora realmente comprou, alugou ou recebeu a ambulância de algum candidato a deputado no ano que vem. E para onde ela levará os pacientes com a saúde pública falida, em total colapso. Porém, isso não parece importar muito: o que vale são os benefícios que o veículo irá gerar, sabendo-se, inclusive, do alto custo para mantê-lo funcionando dia e noite, noite e dia e por muito tempo (como as pessoas esperam que seja).

Veículo fotografado ao lado da residência do ex-prefeito João Maria de Góis
Contudo, a vereadora do PSD mostrou, mais uma vez, “total independência” do sistema político-partidário que ela deveria fazer parte. Suélia fez sua campanha bem longe do palanque vermelho (PSD) e muito mais próximo do amarelo (DEM) e pouco se preocupou com uma possível “infidelidade partidária”. Ela somou 318 votos para se reeleger e surpreendeu não sendo a mais votada no Contador e na Pousa (redutos anteriores).

Suélia, com o apoio de sua equipe de colaboradores, elegeu-se graças a duas coisas: primeiro pelos 103 votos que obteve na sede do município e, em segundo lugar, por ter sido candidata pelo PSD – cujo quociente eleitoral da coligação elegeu cinco vereadores, algo que lhe foi bastante favorável e parece não valer mais nada.

Vereadora Suélia participou de almoço de recepção ao líder da oposição (22/09/2013)
Só para comparar, caso tivesse registrado sua candidatura pela oposição, e obtido os mesmos 318 votos, Suélia seria apenas a terceira (ou segunda) suplente do grupo político ao qual está cada vez mais aliada. A volta de Suélia pode ser uma forma de gratidão ao grupo que a fez surgir na política de Poço Branco (a família Góis) ou mesmo porque a parlamentar jamais se incomodou com cassação por infidelidade ou descumprimento ao regimento/estatuto do PSD – que é legalmente “o dono” do seu mandato. E pode ter outros motivos...

Acontece que, mais dia, menos dia, um novo partido surgirá no Brasil e a parlamentar poço-branquense vai “mansamente” deixar o PSD, sem qualquer problema ou punição. E o partido do vice-governador do RN, Robinson Faria, que elegeu três dos nove vereadores locais, poderá perder outros por problemas na prestação de contas da Eleição 2012 ou por vontade de sair do partido do prefeito (PSD). Na pior das hipóteses, o PSD não terá mais nenhum vereador em Poço Branco – especialmente com o registro de um novo partido político (o PROS, talvez). Quem quiser sair, não encontrará entrave legal algum.

Além da vereadora Suélia, Alexandre também foi dar boas vindas a Waldemar de Góis (21/09/2013)
É como a propaganda prega: “só é visto quem aparece”; É como a política ensina: “só os fortes sobrevivem para contar a história”.

Crédito: Fotos 2, 3 e 4 (Blog A Língua).

5 comentários:

Chico disse...

O que me chama a atencao é que esse blogue e o de Neo tem espaço para comentario do leitor e o de Gaspar e Leonardo nao tem. Parabens novamente ao dois blogueiros originais de Poço branco, os primeiros que sao Daniel e Neo Alves.

Valdemar, não de gois! disse...

Caro colega Daniel li a matéria sobre um projeto ou melhor um possível ponto de internet do vereador Edinho e outros e você fez uma matéria enorme já a Vereadora suelia realizou um fato talvez inédito em nosso município e você criticou mais do que elogiou você esta esquecido que o seu amigo comprador de votos foi, é, e sera sempre amarelo espero ler esta minha critica.

Daniel Targino disse...

Caro Valdemar,

Há uma diferença entre os dois assuntos que você mencionou. Um é fato e outro é apenas um projeto. Não vejo como criticar algo que ainda não aconteceu, como o ponto de internet. O Blog de Poço Branco poderia elogiar ou criticar quem desejasse, assim como outros blogs da cidade fazem claramente. A democracia dar esse direito sem necessitar de ofensas.

Quanto à ambulância mostrada na matéria, não foram feitas criticas em relação à vereadora Suélia,. Pelo contrário, foram feitos somente elogios e foi dado a ela mais publicidade do seu feito. Imagino que o Sr. precisa ler novamente a matéria.

Agora, a forma como ela conduziu a sua campanha e posição partidária, durante e depois da eleição anterior, de forma independente e não parecendo ter recebido qualquer advertência por aparente infidelidade partidária ou ferimento ao regimento do partido, pode ser divulgado. Ou não pode?

Mas, no final, é mais ou menos assim: “se você comete um crime e o delegado ou juiz não procuram lhe prender, advertir ou incriminar qual é a sua culpa?”.

Quanto ao vereador citado por você, ele não é dono do ponto Wi-Fi. É apenas uma das pessoas que está procurando implantá-lo no município e essa ideia é boa. Ou não é? Para mim, não faz a menor diferença se o vereador foi, é ou será sempre amarelo. Isso é um problema dele que, até hoje, nunca o fez deixar de ser meu amigo. Até hoje, não. Pra mim não faz diferença.

Esclareço que não visto uma camisa me preocupando se alguém poderá pensar que sou amarelo ou vermelho ou azul ou preto, etc. E aproveitando a sua deixa, pergunto-lhe quais seriam os nove vereadores de Poço Branco, hoje, se todos os votos comprados na eleição passada não valessem.

Valdemar, você saberia me responder?

Silva disse...

Pois bem, assim como disse antes o blog de Daniel Caju, Suélia foi uma estrategista de primeira porque usou o PSD pra se eleger facilmente. Se elegeu à custa de uns 10 candidatos de menor expressão que somaram votos pra ela e outros ganhar uma eleição de bandeja. E essa turma levou foi fumo...
E o pior é que ela sempre deu e continua dando as maiores gargalhadas do PSD e de quem comanda esse partido de aluguel porque isso não vale nada. Fidelidade ao partido não existe em Poço Branco.
E Suélia ou é muito competente ou tem muita sorte, pois duvido que Edinho ou outro, nessa mesma situação, não seria logo informado ao diretório estadual sobre sua infidelidade. Ninguém se importa com ela e acha que ela tá morta sem o apoio da prefeitura. E o que vemos é o contrario, Suélia tá crescendo no ibope.
É pensando em não dar asa a quem sabe voar que os políticos de Poço Branco dão asa a Suélia e ela vai crescendo, crescendo e daqui a pouco tem outra eleição e ela tá na competição de novo. Torra real e ganha de novo, nem é preciso tanto como outros.

Anônimo disse...

Ainda bem Daniel que você reconhece a independências da vereadora sue lia,quando algum outro vereador realizar algo pedirei para o amigo também criticar kkkk.