7 de mar de 2013

INSEGURANÇA

CHACINA EM POÇO BRANCO

Vitimados: João Emanoel (21), Márcio Varela (34), Ranchiel Henrique (18) e Larissa Roberta (17)
A execução de três irmãos e uma jovem menor de idade, supostamente grávida de dois meses, mudou a rotina tranquila da sede do município de Poço Branco e mostrou que todos estão vulneráveis a situação de insegurança que assola o país, o estado e o município. A madrugada desta quarta-feira (6) ainda começava quando um número desconhecido de bandidos invadiu a residência das vitimas, localizada na Rua João Ferreira da Cruz, próximo ao Alecrim Clube, e iniciou uma execução jamais vista naquela localidade.

Nesta quarta-feira, as principais emissoras de TV do Estado estiveram em Poço Branco para cobrir o acontecimento policial e constataram que a grande quantidade de disparos acordou praticamente toda a população num raio de dois quilômetros do local do crime. Os jornalistas também apuraram o trivial: a ausência de testemunhas oculares do fato, a Lei do Silêncio imperando e que os executores se evadiram do local sem deixar pistas: mais uma vez.


Segundo informou ao Blog um policial que trabalhou no destacamento de polícia de Poço Branco, os irmãos tinham uma considerável ficha policial - principalmente queixas relacionadas à perturbação da ordem e envolvimento com entorpecentes. O policial ainda destacou que os irmãos sofreram uma tentativa de homicídio tempos atrás e que o mais jovem deles foi o autor do disparo que vitimou o cidadão Manoel Nazareno Gonçalo dos Santos, com um tiro no rosto, em 10/01/2009.

Ainda não existe uma explicação oficial para os quatro homicídios. Porém, ainda segundo o PM consultado pelo Blog, esse tipo de crime tem sido tão comum que há uma precipitação em afirmar ser “acerto de contas” ou disputa por territórios do tráfico de drogas, mas pode ter ocorrido até por motivos banais. O PM também relatou que investigações iniciais desse tipo de crime não avançam por causa do medo que impera nas famílias, vizinhos e em possíveis testemunhas.


No final da tarde desta quarta-feira, durante o velório/sepultamento das quatro vítimas, o clima de medo e tristeza dos familiares e amigos contrastou com um princípio de tumulto. Informações iniciais circularam em redes sociais dando conta de que tiros haviam sido disparados nas proximidades do cemitério local, possivelmente pelos autores da chacina que estavam a caça do quarto irmão das vítimas. A informação foi desmentida minutos depois quando se confirmou ser apenas uma brincadeira de muito mal gosto de alguns.

6 comentários:

Anônimo disse...

Horror! Na minha cidade de Poço Branco,chacina.Hoje o correio foi assaltado.Se encontra desde de segunda feira três menores de outra cidade presos por assalto no correio de Parazinho,os mesmo são assaltante de banco,casa lotérica. mesmo a sim o correiro de nossa cidade não deixo de se roubado.

luciano disse...

é lamentável o que vemos hoje em poço branco, uma cidade do século 21, vivenciando século 20, mas esse descaso com a segurança pública se generalizou com esse governo sem atitudes contundentes, que simplesmente cruza os braços e deixa o barco andar, é inadimicivel uma cidade deste porte com um efetivo policial deste, onde é nescessário usar guardas municipais para auxiliar no serviço ostensivo da PM, e quando esse guarda se envolver em uma ocorrência de maior proporção? quem vai assumir por colocar ou permitir que este faça um papel que não é dele?

Anônimo disse...

aonde ta a segurança de poço branco,voces so vão colocar quando a cidade tiver tomada de ladroes,travicantes etc.ai sera tarde de mais.

Anônimo disse...

A segurança do nosso país,estado e municipio esta péssima,cada um jogando a cupa no outro,a muito anos povo é quem pega.Na realidade de hoje preso recebe salários,porisso pouco querem sai do mundo da bandidazes,principalmente de menor sempre protegido diante do seus crime,mais para voto não bandido e sim cidadão.Quanto alguns menbros da aguarda municipal de poço branco dando reforça a policia,é porque eles querem ,pois eles não são policial,estam fazendo errado,será que estão trabalhando pela comunidade o por sentir poderoso trabalhando com a policia. .Pois não vai ganha como policial da secretaria de segurança pública do estado.estão brincado com a propria vida.Quanto policial já foram morto.

Anônimo disse...

Estou bastante triste pelo comentário,que andam surgindo na cidade de poço branco,que o gêmeo que não morrer na chacina,diz que vai fazer uma a chacina nas escola da cidade.A classe escolar desse cidade estão com medo,e a comunidade também.Vamos tudo reza para tira essa pensamento ruim desse cidadão.

Anônimo disse...

Bem antes de tudo gostaria de dizer que sou guarda municipal em Poço Branco desde sua criação no ano de 2001, sou morador e filho nato deste município, e diante desses quase 12 anos de serviço aprendi a gostar do que faço, Hoje graças a esse trabalho tive varias oportunidade de adquirir e melhorar meus conhecimentos a cerca de meu trabalho, tenho vários certificados e diplomas de cursos de formação nas áreas operacionais e administrativas do serviço de segurança pública e tudo isso me serve de base para uma boa execução de minhas atividades de Guarda Municipal.
Não e nada disso, não tem nada haver com isso de guarda querendo ser policial militar, ou eles se submetem ao risco só por querer, muito menos de ser poderoso nem tão pouco tem haver com a pretensão de ganhar salário da secretaria de segurança do estado, e fácil para que ta de fora ficar fazendo analises do que não conhece, quanto ao risco todos somos conscientes dos riscos.
Porque em vez de ficar criticando vocês não cobra de seus eleitos uma melhor estrutura para a Guarda Municipal, para que este órgão do governo municipal possa de fato e com as condições mínimas possa presta um auxilio qualificado não só a policia militar como a toda sociedade, “há porque não pode guarda não e polícia, a segurança pública não é atribuição do município” balela tudo conversa para boi dormir coisa de quem não sabe do que ta falando, discurso de gente preguiçosa, desentendida e descompromissada.
O Brasil da cheio de exemplos de administradores que abraçaram a responsabilidade de transformar a realidade violenta de seus municípios, não precisa ir muito longe basta se espelhar no município de Guamaré , “há mais Guamaré e rica tem royalties”, e verdade porem não e só isso Guamaré tem gente comprometida com a causa e acima de tudo o prefeito tomou uma decisão e transformou essa atitude em ação as pessoas que lá estão tem o compromisso e responsabilidade, de repente é o que falta para a guarda municipal de poço branco uma gestão compromissada, recursos tem tanto aqui como no governo federal a prova disso e Ceará Mirim que ano após ano vem aprovando projetos junto ao governo federam para melhorar a infraestrutura da guarda municipal, assim como a guarda municipal de Natal e ambas discutem e realizam atividades de segurança conjuntamente com as policias estaduais.
Ai eu pergunto, por que aqui não pode ser igual? Para que a guarda evolua e preciso compromisso administrativo e que esse compromisso seja revertido em ação, os administradores devem parar de olhar para a guarda como se ela fosse um simples cabide de emprego para pretensos comandantes sem qualificação, precisamos ir alem disso precisamos de profissionalismo, tratar o órgão como de fato e de direito, com pessoal preparado e estrutura condizente.
A segurança pública municipal precisa ser uma prioridade.

Robson Vicente
Guarda Municipal desde 2001