15 de mai de 2012

ENTREVISTA ANTÔNIO TABOCA

POÇO BRANCO, EU TAMBÉM FAÇO PARTE DESSA HISTÓRIA

Até 2004, Antônio Taboca ainda defendeu as cores do Santo Amaro
Filho natural de Poço Branco, o cidadão Antônio Guedes da Fonseca é conhecido no município pela alcunha de Antônio Taboca. Aos 62 anos, este poço-branquense não cansa de relembrar a sua infância como sendo os melhores anos de sua vida. Taboca relembra com detalhes do Poço do Enxu, próximo a Pedra da Mina, um lugar mágico em sua opinião e que encantava pelas belas águas cristalinas e areias brancas. “Era uma coisa maravilhosa onde toda a moçada se encontrava pra tomar banho e jogar bola. Era uma época inocente, sem malícias e de muito respeito acima de tudo. Este foi o melhor momento da minha vida”, confessa.

Para Antônio Taboca, os três grandes momentos de lazer do então povoado de Poço Branco Velho eram a Festa do Padroeiro, a safra do algodão e o pastoril do Sr. Manoel Badu. Fora a diversão, Taboca conta que “naquele tempo o homem começava a ter responsabilidade ainda menino porque tinha a obrigação de ajudar aos pais na agricultura. Quase ninguém tinha chance de estudar, como hoje... As famílias eram grandes e precisavam de boas colheitas para poder enfrentar a seca que todo ano chegava. Não tinha boquinha, não: todo mundo precisava calejar as mãos”.

Taboca trabalhou na agricultura até 1978, quando entrou para o serviço público municipal. Ele conta que, ao poucos, foi alinhando o emprego público à outra profissão: mecânico, tendo suas primeiras experiências na Oficina do saudoso Chico Neto. “Eu trabalhava dirigindo e também consertando os carros da prefeitura e aprendi muito com a experiência de meu compadre Chico Neto. Tanto que hoje tenho minha própria oficina e borracharia”.

Indagado sobre sua principal colaboração para o desenvolvimento de sua cidade, Taboca não teve dúvidas: “Acho que minha profissão de motorista de ambulância ajudou a salvar muitas vidas. Não tenho idéia de quantas vezes levei ou trouxe algum doente ou necessitado. Só sei que minha perícia como motorista era reconhecida e mesmo com estradas ruins, que nem se comparam as de hoje, cheguei várias vezes no Walfredo Gurgel antes do que se esperava. Vou me aposentar no ano que vem e sou muito grato por essa profissão que também me ajudou a criar minha família”.

Sobre o comportamento da atual sociedade jovem poço-branquense, Antônio Taboca lamenta a existência de um verdadeiro “culto ao consumo de bebidas alcóolicas e drogas”. Nosso entrevistado define como “escandaloso” o comportamento de alguns jovens de hoje quanto ao tema. “Não entendo por que motivo quase tudo que o jovem de hoje faz tem que ter bebida no meio... Acho que tá faltando respeito, responsabilidade e uma ocupação para que o jovem não se iluda com a besteira das drogas. Às vezes, o que falta também é atitude dos pais para agir a tempo de evitar o pior, pois muitos não querem ver o que tá aí escancarado”, declarou.

Avô de oito netos e pai de seis filhos, Antônio Taboca se mostra otimista quanto ao futuro de sua cidade natal. Ele acredita que as oportunidades de trabalho melhoraram, mas ainda estão longe do ideal e que a proximidade com a capital do Estado é um ponto positivo para Poço Branco com relação a trabalho e estudo. Ele ainda esclareceu que a Segurança Pública é o item que nunca melhorou em sua cidade e que não tem percebido reação do poder público neste sentido. E diz: “Sou de um tempo em que era possível dormir com as portas abertas, tranquilamente, e nada acontecia... Hoje, quando conto essa história a um neto meu ele não acredita”.

Taboca afirma que, se pudesse voltar no tempo, teria se empenhado mais e contribuído pessoalmente para a realização de campeonatos e torneios de futebol e futsal, pois acredita que essas atividades contribuem, mesmo que silenciosamente, para ocupar a mente dos jovens e adultos e ajudam a tirá-los do contato com drogas e outros males da modernidade. Perguntado se indicaria Poço Branco para viver e criar uma família, nosso entrevistado acredita que sim e conclui: “Apesar de algumas coisinhas negativas, no geral Poço Banco é uma ótima cidade pra viver e tem melhorado nos últimos anos... Eu não moraria em outro lugar”.

Sobre o desporto Taboca diz: “Para mim, a melhor coisa que acontecerá em Poço Branco será a inauguração do Estádio de Futebol. Passei a minha época de jogador e, hoje, de torcedor do Santos-SP, acreditando que isso seria possível. Nunca tive a oportunidade de jogar futebol num campo oficial, gramado e iluminado e espero estar vivo para realizar esse sonho... Quero aproveitar esta entrevista para dizer a todos que o nome do saudoso Cícero Luiz seria um bom nome para o estádio e uma justa homenagem aquele que foi, em minha opinião, o maior desportista de Poço Branco de todos os tempos”.

Já sobre a Educação em Poço Branco, Taboca lembra que ainda existem alunos voltando da escola por falta de professores. Ele acredita que a Educação é um fator que precisa de mais incentivo e melhorias, “seja lá de que lado venha” - diz. Taboca relembra o tempo em que estudar numa escola do Estado era motivo de orgulho, tanto pela boa estrutura, pela organização, quanto pela certeza do aprendizado. Às futuras gerações de poço-branquenses, ele deixa um conselho: “invistam, pelo menos, em duas ocupações que são o estudo e o esporte, participando ativamente dos campeonatos de futebol e outros esportes aqui na nossa cidade. As duas coisas são garantias de um futuro melhor pra qualquer um”.

5 comentários:

JOSIVAN LIMA(Campinas/SP) disse...

"O MAIOR E MELHOR motorista de ambulância que poço branco ja teve ,Nao tinha cara feia com ninguem ,e nem resmungava quando diZia a ele que tinha um viagem para a capital,com as estradas todos esburacada como ele memOS diz ai na entrevista ...TABOCAO estams sentido sua falta na volante da ambulancia ,,vc estar preste a se aposentar,,, merecedor de sua aposentadoria ,parabens antonio e Daniel Caju ..por mas uma Materia Extraodinaria em blogues de nossa cidade. ,só vc mesmo ,,,

Rodolfo disse...

Não sou natural de PB, mas moro nessa cidade há 6 anos e passo a semana em Natal, trabalhando. Minha mulher é poço-branquense. Antes de me casar e me mudar pra PB sempre ia a essa cidade visitar os pais da minha esposa (então namorada, depois noiva).

Não cheguei a acompanhar de perto a administração do senhor JOÃO MARIA, ROBERTO ou NILCE CAVALCANTI, mas, dos três, ouço falar que Nilce foi a que melhor administrou. É o que ouço falar.

Bem, não estou aqui pra condenar ou absolver ninguém, acho que cada um dos que pela prefeitura passou teve seus erros e seus acertos. Entretanto, pelo tempo que ando por Poço Branco, posso afirmar com plena e absoluta convicção, com todo respeito aos demais, que salta aos olhos a brilhante administração do senhor MAURICIO MENEZES. A cidade cresce em ritmo acelerado.

Numa conversa informal entre amigos, fizemos um rápido levantamento acerca da gestão do senhor Maurício Menezes.

Vejamos as principais realizações, algumas concluídas, outras em andamento: construção de casas populares por trás da “Portelinha”; duplicação da entrada da cidade; creche por trás da escola Aluízio Alves; reforma/ampliação do posto de saúde centro; biblioteca pública; instalação de uma academia na praça; estádio de futebol; duplicação do calçamento da Rua 22 de Abril; calçamento da Av. Santa Luzia; posto de saúde no Conjunto NT; quadra coberta no Conjunto NT; creche no Conjunto NT; Hospital Municipal Manoel Targino Sobrinho, no Conjunto NT; calçamento no Conjunto NT...

... Creche do Contador; CCI do Contador; quadra esportes na Pouza; quadra de esportes em Lagoa do Serrote; calçamento em Lagoa do Serrote; calçamento na ladeira dos Baixos; reformas e equipamentos em PSFs; reformas em escolas, algumas ampliadas; iluminação em assentamentos e Conjunto “Portelinha”; corte de terra para agricultores; ampliação da frota municipal; transporte diário para exames na capital; aquisição de ambulâncias; salário do funcionário em dia; parte do 13º salário antecipado; maiores bandas de forró do Brasil na praça de Poço Branco; Carnaval, festas juninas, dia das mães, dia da criança etc...

Vou parar por aqui para que o comentário não fique muito extenso.

Quero informar que não dependo de prefeitura para meu sustento e da minha família, mas tenho um filho de 4 anos, que é o que há de mais importante da minha vida, que sei que vai crescer e ser educado nessa cidade. É por causa dele que hoje sou um eleitor poço-branquense e vou às urnas em 7 de outubro para defender a continuação de um trabalho sério e responsável iniciado há 3 anos e 4 meses. Que Deus abençoe todos os habitantes dessa cidade.

Rodolfo Santos.

Arimatéia disse...

JÁ NÃO EXISTEM ANTONIO TABOCAS da vida, os motorista de hj do hospital ,todo colocadosno trem da alegria de RL ,so sabem e reclamar da vida,e nada mas ,, parabens antonio pela sua luta e pela sua aposentadoria que estar por vir...

Edmar Oliveira disse...

DANIEL QUERO LHE PARABENIZAR PELO BLOGUE E DIZER QUE ESTE TRABALHO AGORA TBEM FAZ PARTE DA HISTORIA DE POCO BRANCO.

QUERO LHI DIZER QUE O BLOGUE TBEM ENSINA A ESCREVER, OUTRO DIA VI DOIS ALUNOS TENDO UMA DUVIDA SOBRE UMA PALAVRA E UM DELES DISSE QUE ESTAVA CERTO PORQUE VOCE DANIEL ESCEVE ASSIM E É O CERTO.

QUERO DAR OS PARABENS PELA INPARCIALIDADE TEMBEM E POR NAO ESTAR ATACANDO NINGUEM E NEM INCENTIVANDO OUTROS.

CONTINUE NESSE RUMO QUE VOCE VAI TER SEUS FRUTOS LOGO LOGO.

joao maria disse...

Quero deixar aqui omeu apluzo ao blogui e as verdaderas pessoa que fazem poço branco. poço ao dono do blogue que faça um intrevista como senho chico virgulino